Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

O trocadilho que quase trocou as voltas aos tradutores espanhóis da “Guerra dos Tronos”

  • 333

O problema é que como os “nuestros hermanos” assistem à série dobrada para a sua própria lingua, uma das cenas deixava de fazer sentido. Artigo não aconselhável a quem não queira conhecer o desfecho do quinto episódio da sexta temporada

A determinada altura do quinto episódio da sexta temporada da “Guerra dos Tronos”, Meera grita para Hodor, personagem que tem problemas de fala e que só diz precisamente “Hodor”, “segura a porta” (“hold the door”, no original em inglês), num momento crucial em que estavam a ser perseguidos por inimigos. Em paralelo, decorre uma cena no passado da personagem Hodor em que se vê o momento em que ele perdeu o dom da expressão, quando ainda era menor - tem um ataque, cai desamparado, começa a gritar “hold the door” e fá-lo até à exaustão, acabando o “hold the door” por se transformar em “hodor”. Percebemos naquele momento a origem do nome Hodor, percebemos também - no âmbito da série - as ligações esquisitas entre passado e presente - e é algo que só funciona ouvindo o original em inglês.

O problema é que, como é habitual no país vizinho, a série televisiva é transmitida dobrada em castelhano, o que levava a que as semelhanças entre “hold the door” e ”Hodor” desaparecessem - logo a situação deixou de fazer sentido. O que acabou por se revelar um autêntico quebra-cabeças para os tradutores.

Marta Lisboa, que efetua a tradução para diversos filmes exibidos em Portugal, diz ao Expresso que neste tipo de situações “o mais normal é arranjar um trocadilho com uma outra expressão idiomática portuguesa” que se adapte à situação. Algo que refere nem sempre ser possível, pois muitas vezes obrigaria a uma solução demasiado forçada.

No caso espanhol, a situação seria contudo mais complicada de deixar por resolver, pois a cena deixaria mesmo de fazer sentido. Como não era possível mudar o nome da personagem já sobejamente conhecida dos espectadores, os tradutores acabaram contudo por encontrar uma solução simples, mudando a frase “aguanta el puerta” para “aguanta el portón”, palavra que foneticamente permitiu recriar a confusão com o nome Hodor.