Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

Escultura suspensa nas escadarias do palácio da Bolsa

  • 333

Gate, escultura de Monika Sosnowska a partir de hoje no Palácio da Bolsa, no Porto

Filipe Braga

Protocolo com Museu de Serralves levará á apresentação de outras obras nos interiores históricos do edifício portuense

O Museu de Arte Contemporânea de Serralves apresenta a partir de terça-feira no Palácio da Bolsa, no Porto, a obra Gate [Portão], uma escultura em aço com mais de 4 metros de altura assinada por Monika Sosnowska. Incluída na Coleção de Serralves desde 2015, a obra estará suspensa na Escadaria Nobre do Palácio.

Esta apresentação é o resultado de uma parceria entre a Fundação de Serralves e a Associação Comercial do Porto que levará à apresentação de obras da Coleção de Serralves nos interiores históricos do Palácio da Bolsa, ao longo do ano.

Em Gate, obra apresentada com curadoria de Suzanne Cotter, diretora do Museu de Arte Contemporânea
de Serralves, Monika Sosnowska transforma uma vedação e um portão de metal, vulgarmente usados para separar o espaço público do espaço privado, numa escultura suspensa e aparentemente abstrata. "Retorcido e comprimido, dissociado da sua função original, o portão transforma-se numa forma flutuante de curvas sinuosas e rede transparente", diz uma nota do Museu.

Monika Sosnowska nasceu em 1972 na Polónia e tem exposto o seu trabalho em algumas das mais importantes instituições artísticas mundiais. O Museu de Serralves apresentou em 2015 a sua primeira exposição em Portugal, “Arquitetonização”. A artista recorre com frequência a fragmentos arquitetónicos – como estruturas e escadas de metal – extraídos de edifícios construídos durante o período do chamado socialismo real que, através de processos de deformação, transforma em obras escultóricas abstratas.