Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

Titanic: afinal Jack e Rose poderiam ter vivido flutuando para sempre

  • 333

Kate Winslet, que em 1997 interpretou Rose no filme “Titanic”, voltou atrás dezanove anos e confirmou numa entrevista o que há muito o público acreditava: Jack, o grande amor da sua vida, poderia ter sido salvo de morrer congelado no Atlântico. Ou seja, na porta flutuante que a salvou na ficção havia espaço para DiCaprio

“Ele [Jack] realmente cabia em cima da porta”, confessou Rose, ou melhor, Kate Winslet. Dezanove anos depois da estreia de “Titanic”, a mítica cena após o naufrágio em que Rose fica a flutuar em cima de uma porta e agarrada a Jack, que está nas águas geladas do Atlântico, ainda gera discussão. Afinal havia ou não espaço para Leonardo DiCaprio se salvar? Kate diz que sim.

No “Jimmy Kimmel Live” (a partir dos 30 segundos), a atriz fala do reencontro com DiCaprio no passado sábado, nos SAG Awards. Depois a conversa ruma para o momento em que Rose deixou o amor da sua vida “morrer congelado”.

No entanto, independentemente da opinião de Winslet, a ciência diz que no caso do pedaço de madeira flutuante não se tratava de uma questão de espaço, mas sim de peso. Se Rose tivesse puxado Jack para cima, a tábua iria ao fundo.