Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

#OscarSoWhite: Academia reavalia-se a si própria após ameaças

  • 333

Cheryl Boone Isaacs, presidente da Academy of Motions Picture Arts and Science

Mario Anzuoni / Reuters

O facto de a lista de nomeados para os óscares ser composta quase exclusivamente por brancos continua a dar que falar

Depois da revelação da lista dos nomeados para os Óscares 2016, o realizador Spike Lee e a atriz Jada Pinket Smith, ambos afro-americanos, ameaçaram boicotar o evento e não comparecer na cerimónia de entrega dos prémios, agendada para o dia 28 de fevereiro.

Em causa está a ausência de atores negros na lista de nomeados para as estatuetas douradas, situação que ocorreu já em 2015 e que no Twitter voltou a ser classificada com a hashtag #OscarSoWhite.

Face ao sucedido, Cheryl Boone Isaacs, presidente da Academy of Motions Picture Arts and Science, emitiu um comunicado no Twitter em que afima estar “de coração partido com a falta de inclusão, sendo que a Academia está a tomar medidas drásticas para alterar a sua composição atual”.

De acordo com a informação divulgada pelo “The Guardian”, nas próximas semanas será feita uma nova análise às nomeações apresentadas. “Têm sido feitas alterações nos últimos anos com vista à diversificação, mas a mudança não surge tão rápido quanto gostaríamos”, justificou Cheryl Boone Isaacs.

artigo corrigido e atualizado às 17h55