Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

“Star Wars” quebra recordes

  • 333

De sexta-feira a domingo, as vendas de bilhetes para o sétimo filme da saga atingiram cerca de 220 milhões de euros só no mercado norte-americano. A nível mundial as bilheteiras arrecadaram mais de 477 milhões de euros

A estreia do novo "Star Wars: O Despertar da Força" foi uma loucura mundial. Apesar de existir alguma incerteza sobre este novo filme, do realizador J.J Abrams, os fãs ficaram rendidos ao novo episódio e isso foi notório nas bilheteiras de todo o mundo.

Só neste fim-de-semana no Canadá e nos EUA, o novo episódio da saga "Star Wars" estabeleceu novo recorde de receitas para Hollywood: 238 milhões de dólares (cerca de 220 milhões de euros).

No chamado "mercado doméstico", o primeiro filme da nova trilogia "Star Wars" destronou os 208 milhões de dólares obtidos em junho por "Jurassic World", no primeiro fim de semana de exibição. Mas, a nível mundial, os 517 milhões de dólares (477 milhões de euros) abtidos pelo filme J.J.Abrams ficam ligeiramente aquém dos 525 milhões de dólares obtidos pela sequela de "Parque Jurássico", nos três primeiros dias exibição.

A Disney comprou em 2012 a saga de "Star Wars" ao produtor George Lucas por 4000 milhões de dólares (3700 milhões de euros), cumprindo o seu objetivo na aposta de filmes de grande orçamento, e até 2019 pretende realizar uma nova trilogia "Star Wars". "O Despertar da Força" é o primeiro desta nova série e o sétimo filme da saga de ficção científica criada por George Lucas.

Uma conquista (gradual) na China

Na China, o "Despertar da Força" só estreia a 9 de janeiro de 2016. Há 11 anos, o anterior filme da saga "A Vingança dos Sith" despertou pouco interesse dos espectadores chineses, com as bilheteiras a arrecaderem apenas 9 milhões de dólares (8,3 milhões de euros). Mas a Disney não desiste de conquistar o país mais populoso do mundo e já conseguiu um acordo para transmitir os filmes anteriores, através do serviço de vídeo Tencent. Analistas de bilheteira citados pela Reuters acreditam que o novo filme de J. J Abrams poderá tornar-se o filme com maior nível de vendas de todos os tempos. O primeiro lugar de recorde de bilheteiras continua a pertencer ao filme "Avatar" com um valor mundial de 2800 mil milhões de dólares (cerca de 2600 milhões de euros).