Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

Claudia Cardinale encerra ciclo Manoel Oliveira

  • 333

FERNANDO VELUDO / NFactos

A musa de Fellini e atriz preferida de Manoel de Oliveira apresenta com Luís Miguel Cintra, esta sábado no Rivoli, “O Gebo e a Sombra”, filme de encerramento da obra integral do cineasta portuense que morreu aos 106 anos

Isabel Paulo

Isabel Paulo

Jornalista

Depois de ter estado em Guimarães, na Capital Europeia da Cultura em 2012, para a apresentação do filme “O Gebo e a Sombra”, Claudia Cardinale estará este sábado no Porto, na cerimónia de encerramento do ciclo Grande Plano - Toda a Obra, a retrospetativa integral de homenagem a Manoel de Oliveira, iniciada a 10 de novembro.

A musa inspiradora de Fellini, que o centenário realizador dizia que não era uma atriz italiana mas do mundo, prrotagonizou há três anos, com Luís Miguel Cintra, a última grande-metragem de Manoel Oliveira, filme rodado num estúdio em Paris, em 25 dias, quase como uma peça de teatro.

Em entrevista ao Expresso em outubro de 2012, na estreia do filme, Claudia Cardinale contou que conheceu Manoel de Oliveira durante uma homenagem ao cineasta, no Festival de Cinema de Veneza, em 2009. Admiradora de longa data do então mais velho realizador em atividade, a italiana não resistiu a ir cumprimentar o realizador depois de ele ter dito em palco que “sempre fora a sua atriz preferida”. Poucos dias mais tarde, era convidada para “O Gebo e a Sombra”.

A obra de encerramento do ciclo de 38 sessões, que decorreram no teatros municipais do Campo Alegre e no Rivali, no auditório do Museu de Serralves e no Cinema Passos Manuel, tem início este sábado, pelas 22h.Todos os filmes da retrospetiva, promovida pela Câmara do Porto e Fundação de Serralves, foram exibidos por ordem cronológica e nos seus suportes originais.