Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

Morgan Freeman estreia-se na realização em “Madam Secretary”

  • 333

O conceituado ator aventura-se pela primeira vez na realização de uma série. Responsável pelo arranque da nova temporada de “Madam Secretary”, diz que este é um trabalho do qual não gosta nada. Fá-lo porque lhe pagam. Será? O melhor é ver o vídeo

Téa Leoni continua como protagonista, mas a nova temporada de “Madam Secretary” traz um novo rosto para o pequeno ecrã. Morgan Freeman, que faz uma participação especial e realiza o primeiro episódio, é o segredo para alavancar o regresso da série. Será um membro do Supremo Tribunal de Justiça norte-americano.

Mas não é o único convidado especial e Madeleine Albright também aceitou o convite. Surge aqui no papel de si própria, reforçando a importância (e o nomes sonantes) na aposta do TVSéries para a rentrée.

Se não se lembra de quem é esta mulher, talvez seja importante refrescar a memória. Albright foi secretária de Estado de Bill Clinton — a 64ª dos Estados Unidos da América — e a primeira mulher a chegar ao cargo. Vem agora dar conselhos a Elizabeth, numa altura em que tudo se complica.

A mulher forte que todos conhecemos vai enfrentar novos desafios e a relação tensa com o conselheiro da Segurança Nacional Craig Sterling (Julian Acosta) estará no centro dos acontecimentos. As dificuldades entre os dois poderão pôr em causa uma outra dinâmica de forças. A relação institucional entre a secretária de Estado e o Presidente Conrad Dalton vai complicar-se. A dificultar a situação estará ainda a primeira-dama, Lydia.

Para entender a segunda temporada, é preciso recuarmos à história da primeira. Elizabeth McCord foi agente da CIA e decidiu mudar de vida. Queria dedicar-se à vida universitária, mas a morte do secretário de Estado levou-a a assumir o papel.

Depois de muitas reviravoltas e casos políticos para gerir, “Madam Secretary” está de volta. A segunda temporada estreia esta segunda-feira, às 22h, no TVSéries.