Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

Polémica obriga banda canadiana a mudar de nome

  • 333

Depois de muitas críticas e um concerto cancelado num colégio no Ohio (EUA), os canadianos Viet Cong decidiram finalmente mudar de nome

Helena Bento

Jornalista

Depois de todas as polémicas e do cancelamento de um concerto em março por parte do promotor, os canadianos Viet Cong decidiram finalmente mudar o nome da banda. O anúncio foi feito este sábado pelos quatro membros da banda canadiana de pós-punk.

Num comunicado divulgado na revista de música "Pitchfork", Matt Flegel, Mike Wallace, Scott Munro e Daniel Christiansen escrevem que nunca encararam a banda como uma "causa", a causa deles, e que querem fazer música para agradar aos fãs, não "para causar dor às pessoas ou relembrá-las de atrocidades" que foram cometidas no passado.

Sem revelar qual será o próximo nome, até porque ainda não o escolheram, precisamente para não cometerem o mesmo erro e porque terá de ser uma decisão que agrade aos quatro, como referem, Max, Mike, Scott e Daniel despedem-se no comunicado agradecendo aos fãs o apoio que lhes têm dado.

Concerto cancelado por causa do nome da banda

Em março deste ano, um dos concertos da banda foi cancelado pelo promotor que o havia organizado, depois de este ter recebido várias queixas da Associação de Estudantes Vietnamita do colégio em Ohio (EUA) onde o concerto iria realizar-se.

Depois de cancelar o evento, o promotor chegou inclusive a deixar uma mensagem na página do Facebook do colégio dizendo que lamentava que o plano de organizar o concerto tivesse "ofendido e magoado profundamente as comunidades americanas e vietnamitas" não só daquele colégio, como de todo o mundo.

Viet Cong era o nome de uma força militar que combateu contra o exército sul-vietnamita e soldados americanos durante a guerra do Vietname. Em resposta às queixas de alunos desse colégio, Max, Mike, Scott e Daniel divulgaram um comunicado admitindo que tinham sido "ingénuos sobre a história da guerra" num país do qual sabiam muito pouco.

Apesar das muitas críticas vindas de várias lados, houve quem tivesse saído em defesa da banda. Como Andy Gill, um dos fundadores dos Gang Of Four, que no passado foi também acusado de ter escolhido um nome ofensivo para a sua banda.

"Há dezenas de bandas que têm um nome realmente ofensivo, mas quando nos armamos em guardiões da moralidade pública e achamos que podemos decidir por nós próprios o que está bem e o que não está, então estamos a agir de uma forma anti-liberal, anti-democrata e anti-progressista", dissera na altura Andy Gill, citado pelo "The Guardian".

Os Viet Cong, que lançaram este ano o primeiro longa-duração ("Viet Cong") e vieram a Portugal apresentá-lo no festival Primavera Sound (Porto), não são a primeira banda a ser censurada. Também os canadianos The New Pornographers foram impedidos de tocar num colégio no Michigan, em 2010, porque os membros da direção alegaram que seria muito difícil explicar aos alunos que o nome da banda era irónico.