Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

Scofield e o irmão estão de volta (mas por tempo limitado)

  • 333

Frederick M. Brown/ Getty Images

Dominic Purcell e Wentworth Miller estão já confirmados como protagonistas. A estreia da nova temporada de Prison Break deve acontecer já no próximo ano

Depois de muita especulação, Prison Break vai mesmo regressar ao pequeno ecrã, mas só em 2016. Esta quinta-feira, num encontro da Associação de Críticos de Televisão, em Los Angeles, a Fox lançou a bomba: haverá mais uma temporada, com dez episódios.

“Posso descrever como uma espécie de sequela", disse Dana Walden, diretora-executiva da Fox, citada pela "The Time". O que irá acontecer? "Os irmãos vão regressar. Algumas das personagens icónicas da série também estão de regresso. Vai definitivamente responder a algumas questões que foram criadas pelo público no final da série", explicou Dana Walden.

Se Lincoln Burrows e Michael Scofield estão de volta, então Dominic Purcell e Wentworth Miller também. Os dois atores já foram confirmados, no entanto fica uma questão por responder: se Michael morreu no último episódio da temporada, como pode voltar? Estando vivo.

"Não acho que Paul Scheuring [argumentista] vá ignorar completamente o que aconteceu no último episódio, mas o que me contou foi uma explicação bastante lógica e credível no mundo de Prison Break para essa personagem estar viva ", justificou Gary Newman, diretor-executivo da Fox.

Por enquanto, a série ainda está em fase criativa, aliás o primeiro episódio ainda está a ser escrito, mas ambos os responsáveis da Fox estão confiantes que assim que a história esteja pronta se arranque logo para a produção da mini temporada.

As quatro temporadas de Prison Break foram transmitidas na Fox entre 2005 e 2009. Em Portugal, a série também passava nos serões e nas tardes de domingo da RTP. A história seguia as voltas e reviravoltas de um homem tatuado que engendra uma plano mirabolante para salvar o irmão mais velho, que foi injustamente condenado à morte.

A Fox justifica este regresso devido à grande procura por parte do público mais jovem nos serviços de streaming como o Netflix.