Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

Gadanho é o diretor do novo Museu EDP

  • 333

Pedro Gadanho

Tiago Miranda

Pedro Gadanho rescinde contrato com o MoMA de Nova Iorque para dirigir o futuro MAAT em Lisboa

Pedro Gadanho, o arquiteto português de 46 anos que em 2012 foi escolhido entre milhares de candidatos para curador de Arquitetura Contemporânea no Departamento de Design e Arquitetura do Museu de Arte Moderna de Nova Iorque (MoMA), vai assumir a direção do novo museu da Fundação EDP. A inauguração está prevista para o final do primeiro semestre de 2016.

O Museu de Arte, Arquitetura e Tecnologia funcionará num novo edifício ainda em construção junto à Central Tejo e é um projeto de arquitetura orgânica com assinatura da britânica Amanda Levete. Vem reforçar o património da fundação, acrescentando quase três mil metros quadrados de espaço expositivo ao campus cultural da EDP.

Pedro Gadanho, que termina a curadoria no MoMA a 1 de outubro, já está a trabalhar na programação do futuro museu e garante que não existe no mundo um centro que cruze no mesmo espaço museológico as disciplinas de arte, arquitetura e tecnologia.

“Esta será a vocação do MAAT, que irá refletir no seu discurso o património EDP, líder em energias renováveis, e criar um programa inovador e potenciador de uma nova cultura urbana para Lisboa”, disse.