Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

Quadros de Hitler valem entre 1000 e 44 mil euros

  • 333

A obra mais cara, o Castelo de Neuschwstein na Bavária, foi vendida a um comprador anónimo chinês, por 100 mil euros

DR

Muitos especialistas colocam em causa a qualidade de Adolf Hitler como pintor, o que não surpreende se tivermos em conta a diferença de preços a que os seus quadros foram postos à venda, no último leilão, na Alemanha: o mais barato a 1000 euros, o mais caro a 44 mil

No total, entre 18 a 20 de junho, a casa de leilões alemã Weidler, em Nuremberga, lucrou cerca de 440 mil dólares (o equivalente a 390 mil euros) com a venda de 14 quadros da autoria de Hitler. 

A obra mais cara, o Castelo de Neuschwstein na Bavária, foi vendida a um comprador anónimo chinês, por 100 mil euros. De entre as obras vendidas no leilão, destacam-se o retrato de uma rapariga, paisagens de Praga e de Viena e o desenho de uma mulher nua.

Este leilão superou substancialmente o último com obras atribuídas a Hitler, em que foram vendidas 13 pinturas pela quantia de 143 mil dólares (cerca de 125 mil euros).

Apesar de todos os quadros terem sido vendidos, a verdade é que os especialistas classificam os trabalhos do Führer como medíocres e as grandes casas de leilões alemães recusam-se a vender os seus quadros.

Todas as obras do ditador alemão, nascido na Áustria a 1889, foram feitas durante a sua juventude, entre 1904 a 1922. Apesar de persistente, a sua entrada no mundo das artes não foi fácil. Ainda jovem, tentou inscrever-se na academia de artes de Viena mas não foi aceite. A razão da reprovação: falta de talento. Apesar disso, Hitler não desistiu e perseguiu a sua paixão, vendendo quadros aos turistas.

No entanto, Hitler viria mais tarde a abandonar carreira de artista, para se dedicar à política, tendo sido eleito chanceler da Alemanha em 1933.