Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

PSD e CDS reagem à eventual candidatura de Rio à Presidência da República

O primeiro-ministro conversa com uma criança durante a visita à Expo Trás-os-Montes, em Bragança.

MANUEL TELES

Tanto Pedro Passos Coelho como Mota Soares garantiram que a decisão sobre as presidenciais apenas será tomada depois das legislativas.

Helena Bento

Helena Bento

Jornalista

“Eu não tenho conhecimento que haja alguma decisão nesse sentido”, afirmou este sábado Pedro Passos Coelho, referindo-se à notícia sobre o possível avanço de Rui Rio como candidato presidencial, avançada pela SIC.

O primeiro-ministro, que falava em Bragança, disse ainda que enquanto presidente do PSD está "totalmente absorvido pela preparação de uma candidatura conjunta com o CDS”. O apoio a um candidato presidencial  só será, pois, discutido depois das eleições legislativas, referiu.

Também Luís Pedro Mota Soares, vice-presidente do CDS e ministro da Segurança Social, comentou a notícia da candidatura do ex-autarca da Câmara do Porto. 

“Estamos empenhados num bom projeto para as legislativas que podemos e queremos vencer. Reafirmo que no CDS só tomaremos decisões sobre as presidenciais após as legislativas. Cada coisa a seu tempo”, afirmou Mota Soares, que também falava em Mogadouro (distrito de Bragança), na sessão de encerramento da convenção autárquica do PSD e CDS-PP.