Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

Festa de arromba. Abertura do novo Museu dos Coches mete charanga, arte equestre e carros clássicos

  • 333

A inauguração do novo Museu dos Coches promete muita animação e uma agitação absolutamente fora do normal, porque depois da cerimónia oficial desta sexta-feira à noite o fim de semana oferece entradas gratuitas e espetáculos à mistura

Alberto Frias

Um fim de semana de festa e com entrada gratuita marca, este sábado, a inauguração mais aguardada de um Museu Nacional.

Quem a partir desta sexta-feira passar pela Avenida da Índia e suas imediações, na zona de Belém, em Lisboa, não estranhe o reboliço. Depois de concluído há quase três anos, o novo Museu dos Coches abre finalmente as portas ao público. 

A inauguração promete muita animação e uma agitação absolutamente fora do normal. É que, depois da cerimónia oficial que decorre na noite desta sexta-feira, o fim de semana oferece entradas gratuitas e espetáculos à mistura.

Sábado é o dia de maior oferta cultural. O museu abre às 10h e até às 18h (última entrada às 17h30) pode ser visitado livremente ou através de visitas acompanhadas à exposição. 

Uma hora depois, às 11h, a Charanga a Cavalo da GNR concentrar-se-á na Praça do Museu, acompanhada de um conjunto de carruagens da Associação Portuguesa de Atrelagens, para depois seguirem em desfile com passagem pelo Auditório do Museu (340 lugares sentados). O cortejo segue até ao relvado do Jardim Vasco da Gama, onde o público poderá apreciar os carros em movimento ao som de trechos musicais da charanga. 

O momento alto desta festa ocorrerá às 15h, com a exibição da Escola Portuguesa de Arte Equestre, também no Jardim Vasco da Gama.

Já no domingo, o momento de ouro está agendado para as 11h30. No auditório do museu será levado a cabo um desfile de automóveis clássicos com a participação do ACP Classic. Os horários de visita à exposição dos coches mantém-se igual ao de sábado.

Concluída a festa, a partir da próxima semana os bilhetes custarão 6 euros para o novo edifício, 4 euros para o edifício do antigo Picadeiro Real - onde permanecerão quatro coches e duas berlindas, e 8 euros para os dois espaços. Preços válidos até à conclusão e implementação do novo projeto museográfico. Depois da terminada a instalação da museografia, com data por definir, estes valores serão acrescidos de dois euros.