Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

I Bienal de Arte de Gaia já tem vencedores

  • 333

Grande Prémio atribuído por unanimidade a José Maia, enquanto Diana Pereira recebe o Prémio Revelação Jovem  

Jorge Coelho

Embora decorra apenas entre 11 de julho e 8 de agosto, a I Bienal de Gaia escolheu já os vencedores dos principais prémios. O grande prémio do certame (€5 mil) vai para “Mandela”, uma pintura a óleo sobre acrílico e madeira, assinada pelo pintor José Maia. O prémio revelação jovem “António Joaquim” (€1500) foi para a escultura “Coisas do Caminho”, de Diana Pereira.

O júri, constituído pelos artistas plásticos Albuquerque Mendes, Francisco Laranjo e Zulmiro de Carvalho, além de Eduardo Vítor Rodrigues, presidente da Câmara Municipal de Gaia, e Agostinho Santos, pintor e diretor da Bienal, decidiu por unanimidade premiar o trabalho do pintor natural de Santo Tirso, mestre em pintura pelo Rotal College of Art, de Londres, onde viveu durante 15 anos, e licenciado em pintura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto.

Diana Pereira, distinguida com o prémio revelação pela sua escultura constituída por uma estrutura de ferro e vidro com desenhos e objetos variados, é natural do Lusio e licenciada em Artes Plásticas com mestrado em Escultura pela Faculdade de Belas Artes da Universidade do Porto.

Inscreveram-se na Bienal 378 artistas de todo o país e foram entregues para apreciação do júri 350 obras, das quais foram selecionadas 141. Na sua reunião, o júri decidiu ainda atribuir menções honrosas aos trabalhos de Augusto Canedo, Joana Pedro, Jorge Abade e Rita Castro Neves.

Apadrinhada pelo escritor valter hugo mãe e pelo cantor Pedro Abrunhosa, a Bienal decorrerá entre os dias 11 de julho e 8 de agosto. Nesta sua estreia, o certame homenageará o escultor José Rodrigues.

Dinamizada e pensada pela Cooperativa Artistas de Gaia, a Bienal terá um corpo principal com exposições e concursos nas áreas da pintura, desenho, escultura, fotografia, cerâmica e performance.

Estão ainda previstas atividades de pintura ao vivo, conversas com artistas, seminários, visitas guiadas a ateliês de artistas, publicação de um catálogo, além de um programa de animação.

A iniciativa, que conta com o apoio da Câmara Municipal de Gaia, decorrerá  em diferentes espaços, como a Biblioteca Municipal, a Casa-Museu Teixeira Lopes, o Auditório Municipal de Gaia, a Casa da Cultura, e o novo posto de turismo.

Prolongar-se-á, depois, por diversos pontos do concelho, como o Mosteiro da Serra do Pilar ou os edifícios das uniões de freguesias de Mafamude / Vilar do Paraíso e de Santa Marinha / Afurada. Haverá também um polo na cidade do Porto, situado na Fábrica Social / Fundação José Rodrigues.