Siga-nos

Perfil

Expresso

Cultura

"Esta gente que se levanta de peito e escreve para não matar ninguém"

Raquel Nobre Guerra tem um livro publicado e outro a ser preparado para sair em 2015. Todos os poemas que escreveu até 2007 estão enterrados no cemitério de Caneças, com a sua avó. Aceitou ler "Pura", um dos seus poemas, e escolheu ainda António José Forte para ser lido por Raquel Marinho. Vai ser assim ao longo dos próximos dias: o site do Expresso republica os 10 primeiros artigos multimédia da rubrica "O Poema Ensina a Cair", que sai às sextas no Expresso Diário.

Texto de Raquel Marinho, vídeo de Joana Beleza e grafismo de João Roberto

SE ESTIVER A CONSULTAR ESTE ARTIGO NAS APLICAÇÕES MÓVEIS DO EXPRESSO, CLIQUE AQUI PARA VISUALIZAR O CONTEÚDO