1
Anterior
Passos reúne comissão política e grupo parlamentar
Seguinte
A primeira página do Expresso
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   Cuba liberta dois importantes dissidentes

Cuba liberta dois importantes dissidentes

Cuba libertou hoje seis presos políticos. Dois deles pertencentes ao Grupo dos 75, que haviam recusado o exílio em EspanhaHector Maseda, marido da líder das damas de Branco, Laura Pollán, e Eduardo Díaz Fleitas.
Agências |
Laura Póllan, líder das damas de Branco, minutos depois de saber da libertação do marido, Hector Maseda
Laura Póllan, líder das damas de Branco, minutos depois de saber da libertação do marido, Hector Maseda / Alejandro Ernesto/EPA

Foi hoje libertado o emblemático dissidente cubano  Hector Maseda , marido da líder das damas de Branco e condenado a 20 anos de prisão, durante a "Primavera negra" em 2003. Cuba libertou, também, Eduardo Díaz, um agricultor de 59 anos, condenado no mesmo ano a 21 anos de prisão.

Hector Maseda e Eduardo Díaz vão continuar na ilha.

Além desses dois dissidentes, reconhecidos como prisioneiros de consciência pela Amnistia Internacional, o arcebispo de Havana anunciou a libertação de outros quatro presos políticos: Felipe Ramón Pibno García, Osmel Aguilera Carpio, Juan Junior Padrón Sánchez e Rafael Jorrín García, que viajarão para Espanha nas próximas semanas, junto com os seus familiares.

Greve de fome


"Farei tudo o que estiver a meu alcance para que a democracia reine em meu país", disse Eduardo Díaz, adiantando que iniciará no próximo dia 23 de fevereiro uma greve de fome de cinco dias, para marcar o primeiro aniversário da morte do dissidente Orlando Zapata em seguida a 85 dias de jejum.

Eduardo Díaz disse ter sido advertido de que seria detido novamente se incorresse "em qualquer violação". "Assim, não estou em liberdade propriamente, estou preso no grande cárcere que é Cuba, sem direito a viajar", acrescentou, contando que antes de deixar a prisão foram-lhe retiradas as notas que escreveu e até a sua agenda de telefones.

Díaz recusou o exílio em Espanha, preferindo ficar na Ilha para continuar lutando pela democracia, pelos direitos humanos e a libertação dos demais presos políticos.

"Continuarei a lutar pela democracia em Cuba, por isso decidi ficar", disse à AFP, por telefone de sua casa em Consolación del Sur, Pinar del Río, 130 quilómetros a oeste de Havana, para onde foi levado por três agentes de segurança.

A sua libertação ocorre uma semana depois que deixou a prisão o primeiro dissidente de um grupo de 11 que rejeitou o exílio na Espanha.

No total, são 64 os prisioneiros que aceitaram a oferta de exílio por parte de Espanha. Desse grupo, 40 são membros do Grupo dos 75. Maseda e Díaz fazem parte dos 52 dissidentes desse grupo que o Presidente cubano, Raúl Castro, se comprometeu a libertar em julho do ano passado, fruto de um acordo com a Igreja Católica.

Sete outros opositores do regime continuam presos. 




Opinião


Multimédia

Cheesecake com manjericão e doce de tomate

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 1 Comentar
ordenar por:
mais votados
O REGIME DOS COMUNAS LÁ DO FIDEL,SÃO O LIXO DO MUN
Infelizmente;ainda existe muita gente manipulada;e enganada;pelos falsos profetas;tipo dos que aí passaram;nos tempos idos;e que ainda estamos paando;pelas promessas dos tais falsos profetas;tipo o cunhal;chefe dos comunas;e pago e mantido;pelos comunas lá das antigas rússias;dos empos dos estalines;e claro;que também o espertalhão do falso profeta do xuares;filkho de padre;por sinal;não podia ser boa coisa..Mas;á frente..O povo;já lhe de o troco;aquando;nas outras eleições;em que este falso xuxialistas;ou verdadeiro xuxa;piis;enganou e por muitos anos;o nosso povo;e aíestá o resultado;desses reinados;em que aí os xuxialistas;nos dominaram;numa falsa democracia;pois;a corrupção;foi grande;e claro;que justiça;nunca descobe nada..Ouseja;os que deveriam sim fiscalizar;e descobrir;todo o tipo de roubalheira;nada descobrem ;estes bandiso;que tanto sofrimento;t~em causado aos nossos povos;e á nossa pátria..até quando o nosso povo aguenta.???claro que tudo deveria ser passado a limpo;e todos os que aí têm roubado;deveriam serem julgados;e todos deveriam ser presos;e tudo seria confiscado;pois não podemos admitir;que um membro dum governo que foi eleito;para nos governar;e não para nos roubar..até quando o meu povo;acorda;e começa a fazer;e a exigir;o mesmo que o povo lá no egipto;fez ao bandido do mubarak..::??até quand xente..??acordem xente....O POVO,É QUEM MAIS ORDENA..NÃO TENHAM MEDO DOS LADRÕES;QUE AÍ NOS TÊM ROUBADO..ATÉ QUANDO..??CPTS..KANTIFLAS.
Comentários 1 Comentar

Últimas

Ver mais

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub