17 de abril de 2014 às 16:09
Página Inicial  ⁄  Economia  ⁄  Tecnologia  ⁄  Covilhã: universidade forma alunos para a PT

Covilhã: universidade forma alunos para a PT

A Universidade da Beira Interior, na Covilhã, vai criar disciplinas ligadas ao centro de dados a construir pela Portugal Telecom naquela cidade.

A Universidade da Beira Interior (UBI) vai criar disciplinas nalguns cursos para preparar alunos e profissionais da Portugal Telecom (PT) para trabalharem no centro de dados a instalar na Covilhã.

A medida "é uma novidade" na cooperação da UBI com empresas, adiantou hoje o reitor João Queiroz à agência Lusa.

A criação de novas unidades curriculares está incluída num protocolo estratégico assinado entre a UBI e a PT, no âmbito do investimento global da empresa de 90 milhões de euros a realizar na cidade ao longo dos próximos anos e que prevê criar 1400 empregos.

Neste ano letivo, entram em funcionamento duas novas disciplinas no mestrado de Engenharia Informática, curso que "dará um grande contributo" para o centro de dados que a PT começou a construir este mês na Covilhã.

No entanto, haverá também contributos "na área da energia, eletromecânica, eletrotécnica e eventualmente na área do multimédia",
sublinhou o reitor.

As ligações à PT serão feitas fundamentalmente na área das engenharias, "mas poderá haver outros cursos a cooperar com a empresa e isso é muito importante porque é uma das marcas que mais investe em inovação".

O protocolo tem em atenção o facto de haver "uma grande componente de inovação tecnológica relacionada com o centro de dados da PT na Covilhã", destacou João Queiroz.

A UBI "tem todos os recursos necessários para implementar as novas disciplinas e áreas de investigação, basta reorganizá-los" e, em conjunto com a PT, "criar oportunidades inéditas para os alunos formados na Covilhã", sublinhou.

João Queiroz acredita que será uma mudança "sem comparação: as oportunidades que surgem para quem estuda na UBI são imensas, não só em termos de estágios, mas no que respeita à possibilidade de trabalhar num projeto concreto ao longo do curso".

O protocolo estratégico entre a UBI e a PT prevê ainda o financiamento de bolsas de investigação e doutoramento. O reitor prevê que a ligação entre o meio académico e a empresa possa levar à criação de novas empresas, subsidiárias do investimento da PT e com impacto no tecido económico e social da região.

Comentários 0 Comentar
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub