15
Anterior
Há crianças e adolescentes a vender os seus corpos por €0,78
Seguinte
Bispo do Porto defende referendo ao casamento gay
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   Costa quer reformar Lisboa

Costa quer reformar Lisboa

Na tomada de posse, o reeleito presidente da Câmara da capital declarou abertura "para reforçar a natureza plural" da maioria socialista. Nas prioridades do mandato, António Costa definiu como "basilar" a reforma administrativa de Lisboa, na qual os bairros ocuparão um papel central. Clique para visitar o dossiê Portugal 2009.
|
O presidente da Câmara reafirmou os compromissos assumidos na campanha
O presidente da Câmara reafirmou os compromissos assumidos na campanha / Manuel de Almeida/Lusa

Foi um António Costa conciliador e declaradamente apostado em fazer pontes que leu o primeiro discurso - o da tomada de posse - do seu segundo mandato.

Ao ar livre, na Praça do Município, em cerimónia que durou cerca de hora e meia, o presidente da Câmara de Lisboa considerou a "reforma administrativa da cidade" como o objectivo programático "basilar" do mandato de quatro anos que agora se inicia.

Clique para aceder ao índice do DOSSIÊ PORTUGAL 2009

Será "um processo de dupla descentralização", salientou. Por um lado, "do Estado para o município"; por outro, "do município para as freguesias". Nesta frente, ganhará expressão, e peso administrativo, o bairro, como entidade agregadora de freguesias.

Para esta tarefa, Costa convocou o maior número possível de entidades e parceiros: Câmara, Assembleia Municipal, juntas e assembleias de freguesias, o Estado e os sindicatos dos trabalhadores do município.

Um panorama abrangente, como o mais amplo também Costa pretende que venha a ser - segundo as palavras proferidas - o envolvimento das várias forças políticas na gestão da coisa pública. Assim, perante uma plateia de apoiantes e adversários políticos, antecessores no cargo (como Jorge Sampaio) e membros do Governo, ex-ministros e ex-vereadores, presidentes dos tribunais superiores e embaixadores, Costa foi solene ao "renovar" a "disponibilidade para reforçar a natureza plural desta maioria na Câmara e para a alargar à Assembleia Municipal".

O presidente da Câmara reafirmou os compromissos assumidos na campanha: "Fazer de Lisboa uma cidade das pessoas, uma cidade amigável, de oportunidades, sustentável, competitiva, inovadora e internacionalizada, com um Governo próximo, rigoroso e participado".

Força de desbloqueio


Além da visão a médio-longo prazo, Costa não perdeu de vista o imediato, e este passará pela primeira sessão de câmara com poderes deliberativos, na quarta-feira da próxima semana. Da agenda constarão cinco propostas, "bloqueadas no anterior mandato": um programa de reabilitação urbana, o programa local de habitação, reestruturação da EPUL, carta desportiva e um regulamento de cedência de ateliês.

Sem o mencionar, entrando na política prática, estava sugerido o destinatário do recado sobre o bloqueio: o PSD. Minutos antes, a presidente cessante da Assembleia Municipal, Paula Teixeira da Cruz (eleita pelo PSD), que deu igualmente posse à restante vereação e aos novos 107 deputados municipais, afirmara que "ser oposição não é menos exigente do que assumir responsabilidades executivas".

Uma alusão da presidente cessante da Assembleia Municipal aos que agora iniciam funções, num discurso, seis vezes interrompido com palmas, que teve os munícipes de Lisboa no centro das preocupações. Do "cidadão comum que desespera" falou Teixeira da Cruz, para pedir a Costa que "derrube definitivamente o muro quase intransponível que se ergue, persistente, a cada cidadão que tem de se relacionar com a Câmara Municipal de Lisboa, em particular com os serviços da área do Urbanismo".

"É uma cultura há muito instalada", disse Paula Teixeira da Cruz, que "tem permitido perversões, sendo hoje públicas algumas delas. E resiste, como o demonstram os resultados da sindicância" ao município.

Simonetta presidente


Após a cerimónia de posse dos órgãos autárquicos, terminada já de noite, realizou-se a primeira reunião da Assembleia Municipal, para eleição da mesa.

Simonetta da Luz Afonso, número 1 da lista do PS, foi eleita presidente, no âmbito de um acordo inicialmente traçado entre PS e PCP. O entendimento, depois subscrito pela liderança do PSD, levou à apresentação de uma lista com elementos das três principais forças políticas, cabendo aos sociais-democratas o lugar de 1º secretário da mesa (Nelson Antunes) e aos comunistas o segundo secretário (Deolinda Machado).

A existência de uma "mesa plural" foi uma proposta do PCP, no quadro das negociações com os socialistas. Apesar de ter maioria na Câmara, o PS é a segunda força na Assembleia, atrás do PSD. Só os votos conjugados dos dois partidos da esquerda impuseram a escolha de Simonetta Luz Afonso.

Alguns deputados municipais votaram uma lista alternativa, liderada por Gonçalo Câmara Pereira (PPM). Simonetta teve 78 votos, contra 12 do seu adversário. Houve nove votos brancos e um nulo. No total, uma centena certa de votantes.

Ou seja, logo na primeira sessão, houve sete deputados municipais que não votaram, embora tenham sido empossados escassos minutos antes, frente à varanda dos Paços do Concelho, a poucas dezenas de metros da Sala do Arquivo, onde decorreu a primeira reunião da Assembleia Municipal.

Não foi certamente a pensar numa coisas destas que Paula Teixeira da Cruz, dirigindo-se àqueles a quem deu posse, falou da "tarefa muito árdua que precisa do empenhamento de todos", "cada um desempenhando com responsabilidade o seu papel".


Opinião


Multimédia

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola, em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

Vai pagar mais ou menos IRS? Veja as simulações

Reforma do imposto protege quem tem dependentes a cargo, mas pode penalizar os restantes contribuintes. Função pública e pensionistas vão ter mais dinheiro disponível. Veja simulações para vários casos.

Costeletas de borrego com migas de castanhas

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

Strogonoff de peixe espada preto

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Caril de banana

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Tem três minutinhos? Vamos explicar-lhe o que muda no orçamento de 350 mil portugueses (e no de muitas empresas)

O novo salário mínimo entrou em vigor. São mais €20 brutos para cerca de 350 mil portugueses (números do Ministério da Segurança Social, porque os sindicatos falam em 500 mil trabalhadores). Mudou o valor, mas também os descontos que as empresas fazem para a Segurança Social. Porque se trata de uma medida que afeta a vida de muitos portugueses, queremos explicar o que se perde e o que se ganha, o que se altera e o que se mantém.

Cantaril com risotto de espargos

Faz agora cinco anos que o Chefe Tiger, especialista em pratos de confeção acessível e com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, começou esta aventura gastronómica. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Music fighter: temos Marco Paulo e Bruno Nogueira numa batalha épica

Está preparado para um dos encontros mais improváveis na história da música portuguesa? O humorista Bruno Nogueira e a cantora Manuela Azevedo, dos Clã, pegaram em várias músicas consideradas "pimba" - daquelas que ninguém admite ouvir mas que, no fundo, todos vão dançar assim que começam a tocar - e deram-lhe novos arranjos, num projeto que chegou aos coliseus de Lisboa e do Porto.  "Ninguém, ninguém", de Marco Paulo, tem possivelmente a introdução mais acelerada e frenética do panorama musical português. Mas, no frente-a-frente, quem é o mais rápido? Vai um tira-teimas à antiga?

Dez verdades assustadoras sobre filmes de terror

Este vídeo é como o monstro de "Frankenstein": ganhou vida graças à colagem de partes de alguns dos filmes mais aterrorizantes de sempre. Com uma ratazana mutante e os organizadores do festival de cinema de terror MotelX pelo meio. O Expresso foi à procura das razões que explicam o fascínio pelo terror, com muito sangue (feito de corante alimentar) à mistura. 

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

O Maradona dos bancos centrais

Dizer que Mario Draghi está a ser uma espécie de Maradona dos bancos centrais pode parecer estranho. Mas não é exagerado. Os jornalistas João Silvestre e Jorge Nascimento Rodrigues explicaram porquê num conjunto de artigos publicado no Expresso em Novembro de 2013 e que venceu em junho deste ano o prémio de jornalismo económico do Santander e da Universidade Nova. O trabalho observa ainda o desempenho de Ben Bernanke no combate à crise, revisita a situação em Portugal e arrisca um ranking dos 25 principais governadores de bancos centrais. Republicamos os artigos num formato especial desenvolvido para a web.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.


Comentários 15 Comentar
ordenar por:
mais votados
Lisboa já está cheia de velhos e reformados.
.
Re: Lisboa já está cheia de velhos e reformados.
Re: Lisboa já está cheia de velhos e reformados.
Re: Lisboa já está cheia de velhos e reformados.
Eu a pensar que Costa...
...ía tirar Lisboa do armário.
Re: Eu a pensar que Costa...
Conversa da treta!
Conversa da treta!! A urgência de reforma não é para a cidade de Lisboa!
É para a CML - Câmara Municipal de Lisboa...
Mas isso ninguém reforma, vá-se lá saber porquê....
Não dou para este peditório!!!!
Tem futuro
Já na última cerimónia comemorativa do 5 de Outubro, Paula Teixeira Pinto tinha tido um discurso de grande elevação. Não se espere pela demora, para se apreciar o seu futuro político
Espero que não...
Espero que António Costa, não seja o Guterres, da Câmara de Lisboa.
Apoderar-se do que lhe foi confiado para gerir,,,
O senhor Costa la e actua como se fosse o dono de Lisboa!
Perguntar nao ofende!
A clareza é importante. Esperemos que AC faça uma reorganização na CML. Os "Yes minister", continuam na CML.Neste dia 4 /Nov /2009 foi a tomada de posse! Quantos funcionarios tem a CML? e chefes de divisão (mais de 50!!!). quantos vereadores se ausentam, na AM porque tem interesses nas votações na Assembleia Municipal? quem são? quais os interesses que os levam a ausentar? Quem tomou posse? Onde estao as 5 ou 7 caras que AC colocou nos cartazes da campanha? Tomaram todos posse? Ou alguns foram para outros tachos no Governo? E Santana Lopes (SL) e os outros vereadores? quais os seus bens, agora? E à saida? Onde vive SL? Quantas viaturas saem da CML para levar funcionarios para casa todos os dias?
E os seus interesses?RRio no Porto, apanhou um engenheiro a corromper! Em Lisboa nao ha nenhum para servir de exemplo? Perguntar nao ofende ne?
Re: Perguntar nao ofende!
Re: Perguntar nao ofende!
Re: Perguntar nao ofende!
Ai Costa...
Antes era só arrumar a casa , agora já quer mudanças...qualquer dia põe a cidade á venda e emigra...
Comentários 15 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub