E vão três. Mais um Bush na fila para a presidência

Anterior
Época balnear arranca hoje em quase todo o país
Seguinte
Provedoria lança Página da Criança
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   Consumo de álcool proibido a menores em locais públicos

Consumo de álcool proibido a menores em locais públicos

O secretário de Estado da Saúde disse à Rádio Renascença que a venda e o consumo de álcool em locais públicos passará a ser proibida até aos 18 anos, já a partir deste verão.
|
A nova lei vai proibir também a venda de bebidas alcóolicas nas lojas de conveniência e nos postos de combustíveis, entre a meia-noite e as 8h
A nova lei vai proibir também a venda de bebidas alcóolicas nas lojas de conveniência e nos postos de combustíveis, entre a meia-noite e as 8h  / José Ventura

As alterações à lei do álcool devem já entrar em vigor a partir do verão, anunciou o secretário de Estado da Saúde, Leal da Costa, no programa da "Nome da Lei" da Rádio Renascença, que será transmitido no sábado.

Segundo o governante, o consumo de álcool em locais públicos, até agora proibido até aos 16 anos, passará a ser interditado a todos os menores de idade, ou seja, até aos 18 anos.

A nova lei vai proibir também a venda de bebidas alcóolicas nas lojas de conveniência e nos postos de combustíveis, entre a meia-noite e as 8h.

Leal da Costa explicou ainda que estão sobre a mesa alterações ao Código da Publicidade, nomeadamente a limitação de anúncios a álcool nos cinemas em determinados horários, tal como já acontece na televisão.

Além disso, o Governo quer reduzir os produtos que podem ser vendidas nas lojas de drogas supostamente legais.

Menor taxa de alcoolemia


A alteração ao Código da Estrada também é uma das intenções do Governo, prevendo-se que a a taxa de alcoolemia dos menores de 25 anos seja alterada para 0,2 gramas de álcool por litro de sangue.

Estas alterações devem ser aprovadas já no próximo Conselho de Ministros ou, no máximo, dentro de 15 dias e visam travar o alcoolismo em adolescentes.

Em 2010, um estudo da Deco revelou que mais de metade dos jovens entre os 12 e os 15 anos conseguiu comprar bebidas alcóolicas. Nos últimos seis anos, a ASAE já instaurou 101 processos por venda de álcool a menores, enquanto foram instituidos 61 processos por consumo em locais públicos.


Opinião


Multimédia

Geração Z

Mais rápidos, mais capazes, mais solitários, os Z vivem agarrados aos ecrãs, pensam com a ajuda da internet e estão permanentemente preocupados com a bateria do telemóvel. Que geração é esta que nasceu com a viragem do século?

Desaparecidos para sempre no Mar do Norte

O dia 15 de novembro já foi feriado, há 90 anos. A razão foi o desaparecimento de Sacadura Cabral algures no Mar do Norte. Depois de fazer mais de oito mil quilómetros de Lisboa ao Rio de Janeiro, o aviador pioneiro não conseguiu completar o voo entre a cidade holandesa de Amesterdão e a capital portuguesa. Ainda hoje, não se sabe o que aconteceu ao companheiro de Gago Coutinho e tio-avô de Paulo Portas, a quem o Expresso pediu um sms.

Os muros do mundo

Novembro relembrou-nos os muros que caem, mas também os que permanecem e os que se expandem. Berlim aproximou-se de si própria há 25 anos, mas há muros que continuam a desaproximar. Esta é a história de sete deles - diferentes, imprevisíveis, estranhos.

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola. Em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

O papa-medalhas que veio do espaço

O atleta português mais medalhado de sempre, Francisco Vicente, regressou dos campeonatos europeus de veteranos, na Turquia, com novas lembranças ao pescoço. Três de ouro e duas de prata para juntar à coleção. Tem 81 medalhas, uma por cada ano de vida.

Terror religioso está a aumentar

Relatório sobre a Liberdade Religiosa é divulgado esta terça-feira em todo o mundo. Dos 196 países analisados, só em 80 não há indícios de perseguições motivadas pela fé.

Vai pagar mais ou menos IRS? Veja as simulações

Reforma do imposto protege quem tem dependentes a cargo, mas pode penalizar os restantes contribuintes. Função pública e pensionistas vão ter mais dinheiro disponível. Veja simulações para vários casos.

Tem três minutinhos? Vamos explicar-lhe o que muda no orçamento de 350 mil portugueses (e no de muitas empresas)

O novo salário mínimo entrou em vigor. São mais €20 brutos para cerca de 350 mil portugueses (números do Ministério da Segurança Social, porque os sindicatos falam em 500 mil trabalhadores). Mudou o valor, mas também os descontos que as empresas fazem para a Segurança Social. Porque se trata de uma medida que afeta a vida de muitos portugueses, queremos explicar o que se perde e o que se ganha, o que se altera e o que se mantém.

Music fighter: temos Marco Paulo e Bruno Nogueira numa batalha épica

Está preparado para um dos encontros mais improváveis na história da música portuguesa? O humorista Bruno Nogueira e a cantora Manuela Azevedo, dos Clã, pegaram em várias músicas consideradas "pimba" - daquelas que ninguém admite ouvir mas que, no fundo, todos vão dançar assim que começam a tocar - e deram-lhe novos arranjos, num projeto que chegou aos coliseus de Lisboa e do Porto.  "Ninguém, ninguém", de Marco Paulo, tem possivelmente a introdução mais acelerada e frenética do panorama musical português. Mas, no frente-a-frente, quem é o mais rápido? Vai um tira-teimas à antiga?

Dez verdades assustadoras sobre filmes de terror

Este vídeo é como o monstro de "Frankenstein": ganhou vida graças à colagem de partes de alguns dos filmes mais aterrorizantes de sempre. Com uma ratazana mutante e os organizadores do festival de cinema de terror MotelX pelo meio. O Expresso foi à procura das razões que explicam o fascínio pelo terror, com muito sangue (feito de corante alimentar) à mistura. 

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

O Maradona dos bancos centrais

Dizer que Mario Draghi está a ser uma espécie de Maradona dos bancos centrais pode parecer estranho. Mas não é exagerado. Os jornalistas João Silvestre e Jorge Nascimento Rodrigues explicaram porquê num conjunto de artigos publicado no Expresso em Novembro de 2013 e que venceu em junho deste ano o prémio de jornalismo económico do Santander e da Universidade Nova. O trabalho observa ainda o desempenho de Ben Bernanke no combate à crise, revisita a situação em Portugal e arrisca um ranking dos 25 principais governadores de bancos centrais. Republicamos os artigos num formato especial desenvolvido para a web.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.


Comentários 18 Comentar
ordenar por:
mais votados
Este país é uma anedota
Como vão fiscalizar isso? Não me digam que vão colocar brigadas políciais a pedir os documentos dos putos...
Se nem conseguem parar os assaltos aos turistas em plena época alta, no Algarve...

Preocupem-se com coisas úteis e FAZÍVEIS!
Re: Não é difícil
Re: Não é difícil
Re: Não é difícil
Re: Não é difícil
Para quê gastar papel?
Costuma-se dizer que de boas intenções está o inferno cheio.

No meu tempo a entrada nas discotecas era proibida aos menores de 18 anos, mas lá dentro éramos a maioria e ninguém estava preocupado com o cumprimento da lei.

A medida, apesar de compreensível é de impossível aplicação pois necessitariam de largas dezenas de policias para impor-la no Bairro alto (Por exemplo) e essa é uma guerra que a Policia não quer comprar!
Re: Para quê gastar papel?
Aguardem pelos protestos!
Dos bares que vão perder grande parte da clientela
Das cervejeiras que vão perder vendas
Dos putos que não hão de saber mais como se divertirem
Da polícia que vai ficar cheia de trabalho

Mas isto vai ficar em saco roto:
- vão prender um puto de 15 anos por consumo de álcool?
- se um puto estiver a beber, como vão ver se está a consumir? Vão fazer o teste do balão? Vão cheirar o copo?
- se nem conseguem evitar que os menores de q6 o façam (basta circular por Santos ao Sábado à noite), como vão estender a proibição a maiores de 18?
Só fico triste
Que estes doutores tenham motorista, porque a esta hora muitos já estavam sem carta.
Mas a medida não deixa de ser útil.
drogas "supostamente legais"
Senhores jornalistas, as drogas vendidas nas smart shops não são "supostamente legais" - as substâncias são completamente legais e se tiverem alguma dúvida é só consultar a lista de substâncias restritas no site da infarmed.
Pelo que tenho visto, as substâncias vendidas são bk-MDMA, mefedrona (também conhecido por miau-miau) que mal foi tornado ilegal, as smart shops suspenderam a venda; salvia dividorum, cogumelos muscarínicos e certas misturas de canabinoides sintéticos.
Volto a repetir: São todas substâncias legais!

Infelizmente o estado sente que deve ter alguma autoridade sobre os estados de consciência que as pessoas podem atingir e para além disso esquecem-se que drogas existem muitas e mal proíbam X substâncias, irão aparecer outras Y substâncias novas que ainda não foram testadas em humanos e ainda poderão trazer mais riscos para a saúde dos cidadãos.
politicas de restrição com jovens, não funcionam
LOL e nos supermercados durante o dia, também vão proibir?
Eles não sabem o que fazem.
Estes burros não sabem o fazem! A Juventude vai comprar álcool nos Super Mercados e vão beber, muito mais por ser mais barato, para jardins e parques. Estes anormais nunca foram Jovens.
Para desviar atenções.
Estes burros não sabem o fazem! A Juventude vai comprar álcool nos Super Mercados e vão beber, muito mais por ser mais barato, para jardins e parques. Estes anormais nunca foram Jovens. Vejam o qu
Para desviar as atenções.
Estes burros não sabem o fazem! A Juventude vai comprar álcool nos Super Mercados e vão beber, muito mais por ser mais barato, para jardins e parques. Estes anormais nunca foram Jovens. Vejam o que acontece por essa Europa jovens de 13 em coma alcoólico em espaços públicos.
Até custa a querer que não seja já assim
É uma lei absolutamente razoável. É extraordinário que um adolescente de 16 anos não possa comprar um maço de tabaco, mas possa pedir um whisky num bar ou comprar uma garrafa de vodka numa loja de conveniência.
Como é que se controla? Responsabilizando quem vende, e quem consome.
É claro que haverão maneiras de arranjar o que beber, mas isso não quer dizer que a sociedade pactue com isso.
Nos EUA não é permitido beber antes dos 21 anos e é absolutamente proibido beber álcool na rua ( tenha-se a idade que se tiver). Parece-me que seria uma boa medida para acabar com os " botellons" que se tornaram moda por cá.
Esta medida pouco vai afectar os bares porque os putos não os frequentam porque o álcool é caro o que vai acabar é com os negocios duvidosos das lojas de conveniência e de outros estabelecimentos que fazem concorrência desleal porque não pagam os impostos que os bares devem pagar.
Eu não sou um fundamentalista anti álcool, mas acho que aos 15 anos experimenta-se, nao se consome habitualmente como parece que agora é regra.
Re: Até custa a querer que não seja já assim
Alcoolismo? O secretário é que está bêbado!!!
O secretário de estado é mais burro que um calhau e a lei do álcool não vai mexer coisa nenhuma.
Não é com repressão que se resolve o problema do alcoolismo, é com informação e prevensão, mas os governos maricas que temos tido não têm tomates para oferecer resistência aos vinicultores, que constituem poderosos grupos de pressão e sólida barreira de protecção ao álcool. Quando, lá para trás, quiseram baixar a taxa de 0,5 para 0,2, aos vinicultores deu-lhes dierreia mental, saíram à rua, esgazeados e histéricos, a berrar "Como é que nós escoamos a produção, se o governo quer que se beba menos?"
O governo de merdosos recuou e aqueles dementes ficaram felizes.
Se eu sou menor de idade, peço ao meu amigo que é maior e vai-me buscar a bebida que eu quero.
Sugiro ao secretário que meta as ideias de merda na sanita quando chegar a a casa e deixe-se lá ficar.
HIPOCRISIA
Isto tudo é uma grande hipocrisia: a sanha dos nossos políticos de andarem a legislar sobre tudo e qualquer coisa, a mostrar que fazem alguma coisa, é arrepiante, é patético. Já fede!
Há leis suficientes neste país que abrangem tudo, mesmo tudo; dêem é condições às autoridades competentes para as fazer cumprir e deixem-se de tretas!
Comentários 18 Comentar

Últimas

Ver mais

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador

PUBLICIDADE

Pub