18 de abril de 2014 às 0:59
Página Inicial  ⁄  Economia  ⁄  Tecnologia  ⁄  Como será o mundo em 2100? (fotogaleria)

Como será o mundo em 2100? (fotogaleria)

É uma antevisão assustadora das Nações Unidas. Em 2100 o mundo terá 10 mil milhões de habitantes, mas não haverá petróleo nem alimentos que cheguem para todos.






Comentários 18 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
Ora essa! Não há problema!

Há um deus ao virar da esquina para garantir que todos os que "crencem e se multiplicam" tenham acesso a recursos, alimentos e ao bem-estar.

Os líderes religiosos deste planeta continuam todos a difundir a tese criminosa, ignorante e absurda de que devemos e podemos continuar a "crescer e a multiplicar-nos", como se os recursos do planeta sejam infinitos.

Entretanto, há países africanos onde a população duplica em duas décadas. Alguns, em menos do que isso.

Viva o grande "amor" de deus pela humanidade mais as suas teses sobre "multiplicações".

O raio que o parta, a ele e aos apologistas da crendice que continuam a propagandear teses miserabilistas, nomeadamente junto das populações mais pobres

"Crescem", obviamente! E não, "crencem" Ver comentário
Re: Ora essa! Não há problema! Ver comentário
Re: Ora essa! Não há problema! Ver comentário
Re: Ora essa! Não há problema! Ver comentário
Re: Ora essa! Não há problema! Ver comentário
Re: Ora essa! Não há problema! Ver comentário
Como será em 2012?
Como é possível que se tente adivinhar o mundo em 2100 quando vivemos numa época em que a incerteza nunca foi tão grande. Se não somos capazes de adivinhar como será o mundo daqui a um ano....
Mas esta incerteza é consequência de coisas muito positivas. O mundo perfeito não existe, ou será a perfeição feita de um conjunto de "imperfeições"?
Isto é o que a ONU
quer que a gente pense, porque a realidade será bem diferente.
Não sou profeta, nem vidente, mas é evidente que num processo impiedoso e diabólico, que já vem a funcionar há bastante tempo, a população africana tenderá a diminuir e mesmo desparecer, seja através de guerras internas, da subnutrição e de doenças provocadas, porque o solo é riquíssimo, praticamente virgem e um fonte quase inesgotável de alimentos.
Os primeiros a terem interesses em África foram os europeus. Hoje não. São os europeus, são os americanos, que há mais de meio século pagaram a movimentos guerrilheiros para correr com os europeus de África, os russos, os chineses e os árabes. Até os países da América do Sul estão de olho em África.
Por outro lado, sem petróleo a atmosfera ir-se-á reequilibrar e voltará a haver água em abundância.
Devido aos avanços tecnológicos, a população tenderá a ter uma vida mais facilitada e produzirá mais, com menos esforço.
O grande problema que sempre existiu, existe e provavelmente existirá é o desiquilíbrio social, onde poucos querem ter a fatia de leão, deixando as sobras para a maioria, mas até isso é capaz de ter mudado.
O certo é que a maioria de nós não estaremos cá para ver.
Re: Isto é o que a ONU Ver comentário
E se...
não nos auto-destruimos até lá, já faltou mais...!!!
como será o mundo ????
Não entendo o propósito deste antevisão, é só desgraças, e então onde ficam as coisas boas como energia grátis vinda da luz solar, mais tempo para lazer outro tipo de tecnologias que dão trabalho a milhões de pessoas reciclagem em pleno menos desperdicios .....Verdade que não entendo..
Augusto Almeida
Qual a ideia?
Como é que chegaram a esta antevisão?
1- O petroleo não é determinante porque alternativas já existem mas que ainda estão na gaveta à espera que o petróleo acabe e deixe de dar lucro aos magnatas. Primeiro o petróleo depois as alternativas( ainda vai demorar um pouco até que isto aconteça).
2- os países subdesenvolvidos, são neste momento o recurso dos países desenvolvidos que tendem a desenvolver o que ainda está por desenvolver, logo, na pratica é o mesmo que dizer quanto mais desenvolvidos são os países, menores são as taxas de natalidade.
3- Só não haverá alimentos para todos se deixar de haver interesse em produzir. Com tanta terra que existe para cultivar!
4- acho curiosa a primeira imagem da infografia:
aquilo são naves? Movem-se a quê? A gasolina não será pois o petróleo já terá acabado.
e as fabricas deitam fumo? Se não há petróleo só pode ser vapor de água!
Não tenho duvidas que o planeta vai acabar e potencialmente será o homem a dar cabo dele, mas ainda é muito cedo( lá para o ano 3000 e qualquer coisa!)
10 mil milhões de quÊ?
É possível e provavelmente certo crer que; a partir 2050 o Planeta terá 10% de adultos se comportando normalmente. 20% convivendo com réplicas -robóticas revestidos de silicone com requintes de beleza natural e perfeito desempenho sexual sem poder de recriar. E então ainda teremos 2 mil milhões crianças, adultos e idosos como os de hoje, mas com a moral, ética e saúde em declínio acelerado . Alguns humanos, dos mais responsáveis e capazes de prever; já sabem que há espaço em outros planetas para abrigar refugiados da terra que vai fechar para reforma a partir de 2100. Compre já a passagem de ida para viajar a partir de 2050 com volta garantida a partir do ano 10 da reforma. Comentário baseado em dados encontrados na área do surrealismo.

O futuro nas nossas mãos!
Há três séculos atrás um grande pensador inglês afirmou; "Não sei como o mundo me vê, mas eu sinto-me como um miúdo brincando na praia, contente por achar aqui e ali, uma pedra mais lisa ou uma concha mais bonita, mas tendo sempre diante de mim, ainda por descobrir, "O grande oceano das verdades"-Isaac Newton"

Mas nós descobrimos o segredos da matéria, o átomo, revelamos a molécula da vida, o DNA e criamos a inteligência artificial, o computador. Estamos aprendendo a manipular a natureza.

Esta revolução na ciência está colocando a responsabilidade do nosso futuro, nas nossas próprias mãos. Graças a Deus Pai o Todo Poderoso!

Nos laboratórios criam-se órgãos que num futuro serão descartáveis. Sofre do fígado? Simplesmente tira-o e coloca outro. E toma essa decisão em frente ao espelho que nos ligará a potentes terminais de computação.

Os chips dos computadores custarão menos que um euro. Estarão em todo o lado de um modo invisível. Em óculos, em relógios, nos papeis, até em brincos. A internet será generalizada e poderá ser acedida até nas lentes de contacto.Poderá visualizar alguém estrangeiro e ver o sub-titulo da conversa numa tradução imediata.

No futuro teremos o I-Paper, ou um equivalente a termos um super-computador numa folha de papel. Vídeos, imagens, cinema, interacção com o computador que está no papel que até nos fará encomendas ou a gestão da casa.
O futuro nas nossas mãos 2!

As imagens de um mundo super-populado e com falta de água são puras mentiras para justificarem o capitalismo mais selvagem, fazendo crer que é a lei do mais forte que impera no mundo e que é absolutamente necessário matar uns quantos para que a maioria sobrevica. Que grande mentira.

Os carros serão auto-guiados por GPS. Iremos ao médico quando quisermos, porque todos teremos o nosso médico privado. Quantas pessoas morrem hoje por diagnóstico tardio de cancro? No futuro, até os acessórios da casa de banho darão os resultados de açúcar no sangue, deles receberemos concelhos e um aviso para irmos ao hospital quando tal for necessário. Será possível fazer um scanner ao DNA.

Nos hospitais as cirurgias serão feitas, algumas à distância e em três dimensões.

Os autómatos estão espalhados como hoje estão os brinquedos, mas num futuro o homem irá juntar-se à maquina e seremos super-humanos, muitos superiores aos super-computadores.

Dominaremos a matéria, a energia. Hoje somos uma civilização tipo 0 mas daqui a uns anos, talvez, 30, 40, 50, 60, seremos uma civilização tipo 1 e viajaremos colonizando outros planetas.
Deus Pai o todo Poderoso criou-nos e deu-nos a liberdade de evoluirmos. Teremos nas nossas mãos a capacidade de transformar o planeta para que todos, todos os seres humanos tenham igual acesso a uma vida condigna. Muito mais do que hoje. a responsabilidade das nossas acções será tal como hoje, sempre nossa, porque estará nas nossas mãos o nosso ...
2100?
Não é possível fazer previsões a essa distância, porque o grau de imprevisibilidade é demasiado grande e incontrolável.

Lembram-se de "2001 Odisseia no Espaço"? Então já perceberam o que é que eu quero dizer.
Passem bem.
Nessa altura já me livrei disto, não pedi a ninguém para aqui vir parar. Não percam tempo com isto, pois temos problemas para resolver já.
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub