6
Anterior
Inovação: Portugal foi o país que mais cresceu no ranking europeu
Seguinte
Cortes salariais: TAP aplica medida de forma transversal
Página Inicial   >  Economia  >   Como fintar o aumento da gasolina

Como fintar o aumento da gasolina

Gasolina de 95 octanas atingiu máximo histórico de €1,533 em Portugal continental, na semana passada.
|
Os preços da gasolina estão em Portugal e Espanha já mais altos do que no pico da escalada de 2008
Os preços da gasolina estão em Portugal e Espanha já mais altos do que no pico da escalada de 2008  / Tiago Miranda

O choque petrolífero chegou mais depressa às bombas de gasolina do que ao mercado londrino do Brent, a variedade de crude de referência na Europa.

Os preços da gasolina estão em Portugal e Espanha já mais altos do que no pico da escalada de 2008, quando o preço do barril de Brent estava 50% acima dos preços atuais, que ultrapassam os 96 dólares.

Na semana de 17 de janeiro, o preço da gasolina de 95 octanas atingiu o máximo histórico de €1,533 por litro em Portugal Continental, contra os €1,523 no pico em 2008. Esta semana baixou, mantendo-se acima dos €1,5 por litro, segundo o preço médio publicado pela Direção-Geral de Energia e Geologia (DGEG) no site oficial www.precoscombustiveis.dgge.pt .

Açores sobem preço pela segunda vez em 2011

Na quarta-feira, os preços aumentaram nos Açores, o segundo aumento deste ano, uma região do país onde os preços são subsidiados devido à insularidade. Neste arquipélago, mesmo com o aumento, a gasolina com 95 octanas custa menos 19 cêntimos do que no Continente.

As variações diárias do preço do barril de crude chegam a ser muito acentuadas, com aumentos acima de 1% num dia e quebras superiores a 1% no dia seguinte. Os especialistas chamam-lhe 'oscilações selvagens'. A amplitude das mudanças no câmbio do dólar, que é a divisa internacional em que se negoceiam as cotações do crude, tem uma influência importante, a par das variações na especulação financeira nos designados 'barris de papel'. Outro aspeto a ter em conta são as flutuações no mercado, derivadas de acontecimentos climatéricos (inverno mais rigoroso e maior consumo energético), de variações no crescimento económico dos grandes consumidores emergentes ou de surpresas geopolíticas.

Os consumidores têm disponível no site da DGEG e no maisgasolina.com os locais onde é possível abastecer ao melhor preço (desde que o que gasta na deslocação e na espera não seja superior ao ganho com a poupança).

Os programas de fidelização ou de marketing cruzado das gasolineiras também oferecem boas oportunidades, não só de descontos em combustíveis como de acumulação de vales de compras noutros espaços, como o El Corte Inglés ou as cadeias de lojas da Sonae Distribuição.

ONDE ESTÃO OS DESCONTOS

GALP

- Tem 817 estações de serviço em Portugal e 623 em Espanha
- No terceiro domingo de cada mês dá um desconto extra de seis cêntimos por litro
- Oferece um desconto de 2,5% aos clientes BPI do Cartão Universo, acumulado numa conta própria e quando atinge €10 é convertido em cheques de compras no grupo Sonae
- Permite pagar produtos das lojas, abastecimento de combustíveis e lavagens com vales Ticket Restaurante
- Estabeleceu parceria com o "Público", que é vendido ao domingo com um vale de desconto de seis cêntimos por litro. A ação decorre até amanhã
- Membros da Associação Portuguesa de Famílias Numerosas têm descontos de cinco cêntimos por litro, até abastecimentos máximos de 20 litros. É válido até segunda-feira
- Em compras superiores a €40 nas lojas Continente (incluindo na Internet), a €30 no Modelo ou €25 no Bonjour ganha-se um vale de desconto de cinco cêntimos por litro, num máximo de 60 litros
- Em abastecimentos superiores a €15 nos postos Galp recebe-se um cupão de desconto equivalente a cinco cêntimos por litro, utilizável nas lojas alimentares do grupo Sonae, em compras superiores a €15
- Desconto de seis cêntimos por litro, num abastecimento máximo de 25 litros, aos portadores do cartão MyZon Card. Utilizável até três vales por mês, até 31 de março
- Até 28 de fevereiro recebe-se cupões de desconto de seis cêntimos por cada litro
- Creditação de 100 pontos no cartão Fast na compra de um ambientador Ambipur ou de duas embalagens de bolachas Chipmix

REPSOL

- Tem 420 postos de abastecimento, presentes em todos os distritos do país
- Cartão de desconto Repsol Move acumula pontos por cada compra, que são convertíveis em brindes e descontos
- Descontos aos portadores dos cartões do Benfica e do Porto, num montante não relevado pela Repsol

CEPSA

- Totaliza 300 bombas a nível nacional
- Até 19 de fevereiro, os clientes da Cepsa que abastecerem um mínimo de 25 litros recebem um vale de desconto de €6 em compras no El Corte Inglés, em Lisboa e no Porto. Em compras superiores a €25 nestas lojas ganha-se um desconto de 6% em combustível nos postos da Grande Lisboa e Grande Porto
- Cartão Porque eu Volto permite ganhar mais 40% de pontos-desconto nos abastecimentos feitos no posto escolhido como habitual, que são convertíveis em descontos em combustível e produtos de um catálogo

BP

- Soma 320 postos de abastecimento
- Compras de €20 no Lidl dão direito a vale de desconto de €1,20 em abastecimentos acima de 20 litros, até 31 de março e num máximo de três vales por abastecimento
- Sócios do ginásio Holmes Place têm um desconto de 4 cêntimos e os do Automóvel Clube de Portugal poupam 6 cêntimos por litro. No dia 9 de cada mês, os do ACP têm 9 cêntimos de desconto acumulável com a promoção que houver na bomba
- Abastecer dez litros de combustível, mais o pagamento de €4,99, dá direito a uma experiência A Vida é Bela
- Sócios do INATEL têm um desconto de 5 cêntimos, não acumulável com outras promoções

OS MOSQUETEIROS

- A cadeia de supermercados inaugurou o primeiro posto em 1995 e atualmente totaliza 118 bombas
- Faz promoções específicas, como por exemplo nas datas de aniversário das lojas

AUCHAN

- O grupo de distribuição tem 20 pontos de venda de combustíveis com a marca Jumbo
- O Cartão Jumbo dá um desconto suplementar de 2% sobre o valor da compra de combustível adquirido, que é descontável nas lojas Jumbo e Pão de Açúcar

Texto publicado no caderno de Economia do Expresso de 29/91/2011


Opinião


Multimédia

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.

Ó Capitão! meu Capitão! ergue-te e ouve os sinos

Ele foi a nossa ama... desajeitada. Ele foi o professor que nos inspirou no liceu. Ele trouxe alegria, mesmo nas alturas mais difíceis. Ele indicou-nos o caminho na faculdade. Ele ensinou-nos a manter a postura, mas também a quebrar preconceitos. Ele ensinou-nos que a vida é para ser aproveitada a cada instante. Ó capitão, meu capitão, crescemos contigo e vamos ter de envelhecer sem ti. 

Crumble. A sobremesa mais fácil do mundo

Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida, especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 6 Comentar
ordenar por:
mais votados
E que tal ?
Parar os "Pó-pós"; passar a usar transportes públicos, bicicletas (eléctricas ou não), andar mais a pé ? Vão ver que se esquecem dos aumentos dos combustíveis que é um instante.
É triste
É triste ter que se chegar a isto. O problema está nas taxas e taxinhas que o Governo nos foi enfiando.

O problema está por exemplo nos biobombustíveis, que o Governo e a Europa insistem em introduzir, e que está a fazer subir o preço do gasóleo. Ao mesmo tempo está a fazer subir o preço dos alimentos. Vejam os detalhes em:

http://ecotretas.blogspot...

Ecotretas
E o gasóleo?
A jornalista fala da gasolina, mas esquece-se que hoje o que subiu foi o gasóleo...

A este ritmo, o valor do litro vai ser de 3.50 € em 2020, tudo por causa dos biocombustíveis:

http://ecotretas.blogspot...

Ecotretas
Competitividade
Tem graça esta notícia, no mesmo dia em que encerram várias linhas de comboio no interior.
Neste momento estamos cada vez mais dependentes dos transportes rodoviários, os operadores ferroviários são subsidio-dependentes e ineficientes.
Quanto menos eficiente e dispendiosa for a nossa rede de transportes, menos competitiva será a nossa economia, e mais pobres seremos todos.
Esqueçam os combustíveis baratos, a procura está sempre a crescer e os preços vão subir, muito.
É urgente uma política de transportes séria, que não olhe o sector como fonte de receitas e impostos para financiar projectos despesistas, mas como o instrumento fundamental para a viabilidade da nossa economia.
Falar verdade e sem areia para os olhos.
Uma das coisas que não referiram neste comentário, é o facto da complicação, perda de tempo e estar sujeito/ obrigado a uma fidelização a uma superfície comercial, nomeadamente Sonae; Lidle; etc.
Uma pessoa é obrigada a ir para não perder o valor de desconto num lado e outro...(Por amor de Deus!!!)...
É possível obter preços muito próximos aos praticados pela Galp e BP sem descontos, papeis e cartões. (Não vou referir a marca porque não ganho nada com isso). Refiro apenas para o português que procura este tipo de valor, que abra os olhos e pense que o consumo do automóvel não varia por estar a colocar esse combustível, além de que não tem de andar atrás das datas e amontoado de papeis na carteira.
Carro a BioDiesel.
Se eu tiver um carro a Diesel, posso meter óleo de fritar no depósito.
Este óleo pode ser do que já foi usado nos fritos (devidamente filtrado para não estragar o motor); ou colocar directamente da garrafa para o depósito.
Existem alguns problemas para motores GT e HDI.
Ver "Caçadores de Mitos" e fóruns nacionais.
É lamentável não ser legal esta situação, mas assim ficam a saber.
Comentários 6 Comentar

Últimas

Ver mais

Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub