128
Anterior
Prisão por crime ambiental para presidente da Naval 1.º de Maio
Seguinte
UGT "evidentemente" não adere à greve
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   CGTP marca nova greve geral e UGT não adere

CGTP marca nova greve geral e UGT não adere

O conselho nacional da CGTP reuniu-se hoje, pela primeira vez, sob a direcção do novo secretário-geral, num encontro onde foi agendada uma greve geral e analisada a manifestação do passado sábado.

A CGTP resolveu hoje marcar para o dia 22 de Março uma nova greve geral. Mas a UGT já anunicou que não vai aderir

A decisão saiu do conselho nacional que se reuniu hoje pela primeira vez, para tratar dos trabalhos da central sindical, desde que Arménio Carlos substituiu Carvalho da Silva na liderança.

Na quarta-feira, a CGTP tinha-se manifestado contra a Portaria n.º 45/2012, denominada "Estímulo 2012", cujas medidas contidas, na sua opinião, "aprofundam a precariedade, os baixos salários e o desemprego, nomeadamente entre os mais jovens".

A última greve geral, que juntou CGTP e UGT, realizou-se no dia 24 de Novembro de 2011 e foi, segundo os promotores, a maior de sempre.

 


Opinião


Multimédia

Lombinho de porco com broa e batata a murro

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Desaparecidos para sempre no Mar do Norte

O dia 15 de novembro já foi feriado, há 90 anos. A razão foi o desaparecimento de Sacadura Cabral algures no Mar do Norte. Depois de fazer mais de oito mil quilómetros de Lisboa ao Rio de Janeiro, o aviador pioneiro não conseguiu completar o voo entre a cidade holandesa de Amesterdão e a capital portuguesa. Ainda hoje, não se sabe o que aconteceu ao companheiro de Gago Coutinho e tio-avô de Paulo Portas, a quem o Expresso pediu um sms.

Os muros do mundo

Novembro relembrou-nos os muros que caem, mas também os que permanecem e os que se expandem. Berlim aproximou-se de si própria há 25 anos, mas há muros que continuam a desaproximar. Esta é a história de sete deles - diferentes, imprevisíveis, estranhos.

Tudo o que precisa de saber sobre o ébola. Em dois minutos

Porque é que este está a ser o pior surto da história? Como é que os primeiros sintomas se confundem com os de outras doenças? É possível viajar depois de ter contraído o vírus, sem transmitir a doença? E estamos ou não perto de ter uma vacina? O Expresso procurou as respostas a estas e outras dúvidas sobre o ébola.

A última viagem do navio indesejado

Construído nos Estaleiros de Viana e pensado para fazer a ligação entre ilhas nos Açores, o Atlântida foi recusado pelo Governo Regional por alegadamente não atingir a velocidade pretendida. Contando com os custos associados à dissolução do contrato, o prejuízo ascendeu a 70 milhões de euros. Foi agora comprado a "preço de saldo", para mudar de nome e ser reconvertido num cruzeiro na Amazónia. Fizemos a última viagem do Atlântida e vamos mostrar-lhe os segredos do navio.

O papa-medalhas que veio do espaço

O atleta português mais medalhado de sempre, Francisco Vicente, regressou dos campeonatos europeus de veteranos, na Turquia, com novas lembranças ao pescoço. Três de ouro e duas de prata para juntar à coleção. Tem 81 medalhas, uma por cada ano de vida.

Terror religioso está a aumentar

Relatório sobre a Liberdade Religiosa é divulgado esta terça-feira em todo o mundo. Dos 196 países analisados, só em 80 não há indícios de perseguições motivadas pela fé.

Vai pagar mais ou menos IRS? Veja as simulações

Reforma do imposto protege quem tem dependentes a cargo, mas pode penalizar os restantes contribuintes. Função pública e pensionistas vão ter mais dinheiro disponível. Veja simulações para vários casos.

Tem três minutinhos? Vamos explicar-lhe o que muda no orçamento de 350 mil portugueses (e no de muitas empresas)

O novo salário mínimo entrou em vigor. São mais €20 brutos para cerca de 350 mil portugueses (números do Ministério da Segurança Social, porque os sindicatos falam em 500 mil trabalhadores). Mudou o valor, mas também os descontos que as empresas fazem para a Segurança Social. Porque se trata de uma medida que afeta a vida de muitos portugueses, queremos explicar o que se perde e o que se ganha, o que se altera e o que se mantém.

Music fighter: temos Marco Paulo e Bruno Nogueira numa batalha épica

Está preparado para um dos encontros mais improváveis na história da música portuguesa? O humorista Bruno Nogueira e a cantora Manuela Azevedo, dos Clã, pegaram em várias músicas consideradas "pimba" - daquelas que ninguém admite ouvir mas que, no fundo, todos vão dançar assim que começam a tocar - e deram-lhe novos arranjos, num projeto que chegou aos coliseus de Lisboa e do Porto.  "Ninguém, ninguém", de Marco Paulo, tem possivelmente a introdução mais acelerada e frenética do panorama musical português. Mas, no frente-a-frente, quem é o mais rápido? Vai um tira-teimas à antiga?

Dez verdades assustadoras sobre filmes de terror

Este vídeo é como o monstro de "Frankenstein": ganhou vida graças à colagem de partes de alguns dos filmes mais aterrorizantes de sempre. Com uma ratazana mutante e os organizadores do festival de cinema de terror MotelX pelo meio. O Expresso foi à procura das razões que explicam o fascínio pelo terror, com muito sangue (feito de corante alimentar) à mistura. 

A paixão do vinil

Se para muitos o vinil é apenas uma moda que faz parte da cultura do revivalismo vintage, para outros ver o disco girar nunca deixou de ser algo habitual.

Portugal foi herdado, comprado ou conquistado?

Era agosto em Lisboa e, às portas de Alcântara, milhares de homens lutavam por dois reis, participando numa batalha decisiva para os espanhóis e ainda hoje maldita. Aconteceu em agosto de 1580. Mais de 400 anos depois, o Expresso deu-lhe vida, fazendo uma reconstituição do confronto através do recorte e animação digital de uma gravura anónima da época.

O Maradona dos bancos centrais

Dizer que Mario Draghi está a ser uma espécie de Maradona dos bancos centrais pode parecer estranho. Mas não é exagerado. Os jornalistas João Silvestre e Jorge Nascimento Rodrigues explicaram porquê num conjunto de artigos publicado no Expresso em Novembro de 2013 e que venceu em junho deste ano o prémio de jornalismo económico do Santander e da Universidade Nova. O trabalho observa ainda o desempenho de Ben Bernanke no combate à crise, revisita a situação em Portugal e arrisca um ranking dos 25 principais governadores de bancos centrais. Republicamos os artigos num formato especial desenvolvido para a web.

Com Deus na alma e o diabo no corpo

Quem os vê de fora pode pensar que estão possuídos. Eles preferem sublinhar o lado espiritual e terapêutico desta dança - chamam-lhe "krump" e nasceu nos bairros pobres dos Estados Unidos. De Los Angeles para Chelas, em Lisboa, já ajudou a tirar jovens do crime. Ligue o som bem alto e entre com o Expresso no bairro. E faça o teste: veja se consegue ficar quieto.

O Cabo da Roca depois da tragédia que matou casal polaco

Os turistas portugueses e estrangeiros que visitam o Cabo da Roca, em Sintra, continuam a desafiar a vida nas falésias, mesmo depois da tragédia que resultou na morte de um casal polaco, cujos filhos menores estavam também no local. Durante a visita do Expresso, um segurança tentou alertar os turistas para o perigo e refere a morte do casal polaco. O apelo não teve grande efeito. Veja as imagens.

Ó Capitão! meu Capitão! ergue-te e ouve os sinos

Ele foi a nossa ama... desajeitada. Ele foi o professor que nos inspirou no liceu. Ele trouxe alegria, mesmo nas alturas mais difíceis. Ele indicou-nos o caminho na faculdade. Ele ensinou-nos a manter a postura, mas também a quebrar preconceitos. Ele ensinou-nos que a vida é para ser aproveitada a cada instante. Ó capitão, meu capitão, crescemos contigo e vamos ter de envelhecer sem ti. 


Comentários 128 Comentar
ordenar por:
mais votados
E DISSE O COELHO PARA O PORTAS ...
- " Oh Portas a CGTP marcou greve geral ... são mesmo piegas estes tipos ... nós a tratar tão bem os trabalhadores e eles é isto ... só porque lhes estamos a tirar ... o quê?... nada ... uns pintelhitos ... estás a ouvir oh Portas ?... estou a falar contigo ... o que é que tu estás a fazer ?..."
         
        Responde Portas ... que estava na sala ao lado ... em frente ao computador ...

- " Estou a jogar Yellow Submarine 2 ... curto bué este jogo ... vou chegar ao nível 10 ... custe o que custar ..."

E diz o Coelho ...

- " Custe o que custar ... não é uma piada para mim ... pois não ?... tu a jogares ... e eu aqui a pensar ... olha lá ... tive outra ideia ...

      E se o trabalhador passasse a receber em géneros ... tipo ... pão ... azeitonas ... tenho que meditar melhor sobre esta minha ideia ... estás a ouvir oh Portas ?..."

- " Nível 7 !!! Uau ... medita ... medita ..."
Re: E DISSE O COELHO PARA O PORTAS ...
Re: E DISSE O COELHO PARA O PORTAS ...
Re: E DISSE O COELHO PARA O PORTAS ...
É caso para dizer...
DEIXEM-SE DE GREVES E GREVINHAS E DEIXEM TRABALHAR QUEM QUER.

já bastam os que infelizmente como é o meu caso estão desempregados
Re: É caso para dizer...
Re: É caso para dizer...
Re: É caso para dizer...
Deves ser um grande trabalhador
Re: Deves ser um grande trabalhador
Re: Deves ser um grande trabalhador
CGTP marca greve geral e UGT não adere
A greve é uma arma que os trabalhadores têm mas que pode disparar contra eles.

Um povo imbecilizado e resignado, humilde e macambúzio, fatalista e sonâmbulo, burro de carga, besta de nora, aguentando pauladas, sacos de vergonhas, feixes de misérias, sem uma rebelião, um mostrar de dentes, a energia dum coice, pois que nem já com as orelhas é capaz de sacudir as moscas; um povo em catalepsia ambulante, não se lembrando nem donde vem, nem onde está, nem para onde vai; um povo, enfim, que eu adoro, porque sofre e é bom, e guarda ainda na noite da sua inconsciência como que um lampejo misterioso da alma nacional, reflexo de astro em silêncio escuro de lagoa morta. [.]

Guerra Junqueiro, in 'Pátria (1896)'
Temos que voltar a orgulhar-mo-nos de ser
portugueses. Não basta a andar a fazer figura com a bandeira de Portugual na lapela do casaco. É urgente uma insurreição pacifica generalizada em Portugal, pois cabe-nos a todos em conjunto zelar para que a nossa sociedade se mantenha uma sociedade da qual nos possamosorgulhar, dqado que os ulttras liberais estão ma desmanntelá-la e a empobrecer o Paíse a sua população aumentando as desigualdades e as injustiças onde a corrupção continua impune...

Pela salvação do País
Re: Pela salvação do País
Re: Pela salvação do País
Quem por aqui é contra as greves revela pouca
Re: Pela salvação do País. Poço sem fundo
Re: Pela salvação do País. Poço sem fundo
Re: Pela salvação do País. Poço sem fundo
Re: Pela salvação do País. Poço sem fundo
Re: Temos que voltar a orgulhar-mo-nos de ser
Re: Temos que voltar a orgulhar-mo-nos de ser
Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas vitimas
Re: Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas viti
A Cultura leva muito tempo a construir...
Re: A Cultura leva muito tempo a construir...
Re: Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas viti
Re: Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas viti
Re: Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas viti
Re: Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas viti
Re: Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas viti
Re: Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas viti
Re: Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas viti
Re: Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas viti
Re: Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas viti
Re: Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas viti
Re: Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas viti
Re: Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas viti
Re: Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas viti
Re: Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas viti
Re: Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas viti
Re: Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas viti
Re: Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas viti
Re: Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas viti
Re: Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas viti
Re: Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas viti
Re: Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas viti
Re: Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas viti
Re: Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas viti
Re: Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas viti
Re: Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas viti
Re: Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas viti
Re: Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas viti
Re: Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas viti
Re: Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas viti
Re: Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas viti
Re: Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas viti
Re: Desculpe, mas o meu caro é uma das muitas viti
Re: Temos que voltar a orgulhar-mo-nos de ser
Re: Temos que voltar a orgulhar-mo-nos de ser
Re: Temos que voltar a orgulhar-mo-nos de ser
CGTP: Sempre a puxar para a miséria...
O PCP manda e o Arménio diz "Pronto!"

Afinal, é assim que se vê, a força do PC!
Re: CGTP: Sempre a puxar para a miséria...
Re: CGTP: Sempre a puxar para a miséria...
Re: CGTP: Sempre a puxar para a miséria...
Re: CGTP: Sempre a puxar para a miséria...
Re: CGTP: Sempre a puxar para a miséria...
Re: CGTP: Sempre a puxar para a miséria...
Re: CGTP: Sempre a puxar para a miséria...
Re: CGTP: Sempre a puxar para a miséria...
Re: CGTP: Sempre a puxar para a miséria...
Re: CGTP: Sempre a puxar para a miséria...
Re: CGTP: Sempre a puxar para a miséria...
Re: CGTP: Sempre a puxar para a miséria...
Re: CGTP: Sempre a puxar para a miséria...
Re: CGTP: Sempre a puxar para a miséria...
Re: CGTP: Sempre a puxar para a miséria...
Re: CGTP: Sempre a puxar para a miséria...
Re: CGTP: Sempre a puxar para a miséria...
Re: CGTP: Sempre a puxar para a miséria...
Re: CGTP: Sempre a puxar para a miséria...
Re: CGTP: Sempre a puxar para a miséria...
É assim a Europa ultra liberal...
Uma mulher de 38 anos, mãe de seis filhos, morreu esta quinta-feira num hospital da capital francesa na sequência dos ferimentos causados por auto-imolação. A mãe de família procurava alojamento e ateou fogo a si própria, ontem, num edifício municipal de Saint-Denis, a norte de Paris.
Era uma mulher piegas!!!
linear demais
Qualquer dia os responsaveis pela crise não podem
sair à rua. A noticia vinda hoje a público de que os ministros das Finanças e da Economia já não saem à rua sem protecção policial, deixou a população estupefacta. Então estes cobardolas decidem-se a destruir milhares de familias em nome de interesses estrangeiros, não sabem ao que vinham e têm medo de um inofensivo tabefe?

Ora quem devia estar a ser protegido das acções de banditismo destes vendilhões da pátria era cada uma das vítimas dos assaltos em impostos; ora, como é óbvio, um policia para cada cidadão é uma impossibilidade, pensámos então talvez requisitar as Forças Armadas. Não seria caso inédito...

Esta manhã, quando Cavaco Silva se preparava para visitar a escola António Arroio, a comitiva foi corrida pelos alunos aos gritos de Fascistas! O presidente justifica-se com um «impedimento» - o Medo - mas devia-se submeter ao tratamento psicológico que os seus patrões andam a ensaiar: uma "Pílula contra o Medo". Quanto às policias, cães de guarda treinados para reprimir os seus próprios povos, nada a fazer, as medidas para Militarizar a Policia continuam a crescer dia após dia, com a finalidade, dizem eles combater potenciais Bin Ladens...
Re: Qualquer dia os responsaveis pela crise não po
Neste momento não apoio...
...mas acho que alguma coisa deverá ser feita pois não poderemos continuar a apertar o cinto e a baixar as calças ao mesmo tempo!
CGTP
Atenção que os chineses não estão a gostar de tanta greve, ou querem arriscar a serem deportados? Enfim já pouco falta para sermos mais uma colónia?
Fim Estado Social significa o regresso d comunismo
O comunismo foi a ruptura de sistema e a resposta mais directa ao grande falhanço em termos sociais do liberalismo económico do sec.XIX e sua consequente miséria , exploração e desigualdades sociais atrozes.

Ao contrário do que se possa pensar não foi o capitalismo muito ao estilo neo-liberal do Tio Sam , que acabou com o comunismo na Europa , o que o travou e acabou com ele foi o Estado Social e a social democracia europeia criada e forjada no pós-guerra , que durou até aos dias de hoje.

Pois , com o fim do comunismo na Europa , o Estado Social europeu perdeu qualquer utilidade para o sistema capitalista americano e com a globalização financeira , o Estado Social tornou-se completamente obsoleto e inútil aos olhos deste já que o objectivo , o alvo para que se tinha criado , o comunismo deixou de existir.

Só que tem um problema acabando com o Estado Social , implantando as visões mais extremadas do neo-liberalismo em força na Europa , nada impedirá que a habitual resposta ao liberalismo sec.XIX , volte em força , o comunismo.

Aliás , regresso esse que já se começa a sentir em força na Grecia :

http://goo.gl/A5cUC

http://goo.gl/1yo1j

Se querem o comunismo de volta e em força , acabem com o Estado Social.
Mas o representante da NATO já foi à Grecia
Re: Fim Estado Social significa o regresso d comun
Viver é lutar e resistir
Quem não luta pela sua dignidade e por viver numa sociedade onde exista respeito e condições de vida no minimo aceitaveis para todos , já não anda cá a fazer nada.

Os cemitérios estão cheios de gente que já não luta.

Viver é lutar e resistir , por nós , pelas nossas famílias , pelos nossos amigos , pelo nosso país , tudo por uma sociedade mais justa e democrática.
Respeito pela soberania da Grecia...
os partidos da extrema--esquerda grega estejam dispostos a manter qualquer acordo negociado pelo actual governo se em Abril obtiverem nas eleições maioria no parlamento.
 
E essa maioria já esteve mais longe. Uma sondagem feita para o canal de televisão Skai e o diário “Ekathimerini” mostra que os partidos da extrema-esquerda gregos estão a beneficiar da erosão dos socialistas (PASOK) e podem mesmo obter juntos a maioria dos votos. E se assim for, críticos como são do segundo acordo de resgate financeiro que ontem foi a votos, a Grécia poderá emergir do processo eleitoral ainda mais confusa do que está agora. Deixando a zona euro que tanto reclama por apaziguar o fogo grego para pensar numa solução a longo prazo para a crise do euro, a braços com um reacendimento na Grécia.
 
O líder parlamentar da Coligação de Esquerda Radical Syriza, Alexis Tsipras, ainda na semana passada o afirmou, a Grécia está a ser o “bode expiatório” dos problemas da zona euro, defendendo que se os gregos saírem da moeda única, não é só a sua economia que perde como Bruxelas quer fazer sentir. Só a Alemanha perderia 500 mil milhões de euros, de acordo com as contas deste dirigente da extrema-esquerda. “Eles sabem que o próximo a sair seria a Itália”.
 
No sábado, Tsipras apelou mesmo à desobediência civil ao pedir ao povo grego que “tome o seu destino nas suas próprias mãos e impeça a dissolução da democracia no país onde nasceu”.
A CGTP resolveu hoje marcar para o dia 22 de Março

Convoca-se uma greve geral como quem vai a um hipermercado....

Camaradas, vou ao Incontijumbodoce buscar uma greve geral!

A comunicação social já falou sobre isto?
DL 11/2012 (regime jurídico dos gabinetes dos membros do governo - exceto 1º ministro):
Art. 13.º
(...)
4 — A remuneração base mensal ilíquida dos membros
dos gabinetes é determinada em percentagem do valor padrão fixado para os titulares de cargos de direcção superior de 1.º grau, nos seguintes termos:
a) Adjuntos — 80 %;
b) Secretários pessoais — 55 %;
c) Pessoal de apoio técnico -administrativo:
i) Coordenador do apoio — 50 %;
ii) Restante pessoal de apoio técnico -administrativo
— 40 %;
d) Motoristas — 40 %;
e) Outro pessoal auxiliar — 25 %.
5 — O suplemento remuneratório dos membros dos
gabinetes é pago mensalmente, 12 vezes por ano, e corresponde a 20 % da remuneração base, para os adjuntos, 10 % para os secretários pessoais e para o pessoal de apoio técnico -administrativo e auxiliar, com excepção dos motoristas, em que aquele suplemento corresponde a 35 % da remuneração base de modo a compensar os riscos inerentes às suas funções e os encargos associados à sua indumentária e lavagem de viaturas ao serviço dos gabinetes.
6 — O estatuto remuneratório dos técnicos especialistas
é estabelecido no respectivo despacho de designação, não
podendo ultrapassar o regime fixado para os adjuntos, sem
prejuízo do disposto nos números seguintes.
7 — Os membros dos gabinetes têm direito a subsídio
de férias, de Natal e a subsídio de refeição, bem como a
ajudas de custo e de transporte, nos termos da lei.
(...)
Sindicalismo criativo...
Sabe-se de antemão que o resultado é zero. Perdão, menos que zero, pois irá acelerar o fecho de algumas empresas. Tentativa “tentada” numa fábrica, onde não se permitia a entrada e saída de mercadorias (salvo erro, ilegal e, penso, pretendia provocar acção policial que, por razões desconhecidas não aconteceu). Bloqueio que, estranhamente, dizia ter o objectivo de salvar os postos de trabalho…

Coisas de sindicato…

Mas ao contrário da casa sem pão que todos ralham… no País, todos ralham e o sindicato pretende ter razão

É uma luta sem objectivo à vista. A resolução do problema é nossa, mas os meios para essa resolução ser mais rápida, não depende da nossa vontade. E para os representantes dos credores, um dia de greve, é um dia de atraso na resolução do problema.

É um direito, mas a sua utilização, no máximo, poderá proporcionar uma vitória pírrica.

A CGTP deveria ter promovido greves, por cada degrau na descida aos infernos. Não agora, que já chegámos.

Claro que se entende a greve como “prova de vida”… para a CGTP e “apresentação” do novo líder

É normal que a CGTP se sinta envergonhada pela sua inépcia em comparação com os sindicatos gregos. Esses sim, metem tudo a ferro e fogo.

Mas cuidado, porque em confronto com o abismo, a manada muda de direcção e atropela quem os empurrava.
Comentários 128 Comentar

Últimas

Ver mais

Pub