19 de abril de 2014 às 12:30
Página Inicial  ⁄  Atualidade / Arquivo   ⁄  "Casablanca" foi há já 70 anos (vídeo)

"Casablanca" foi há já 70 anos (vídeo)

Vencedor de três Óscares de Melhor Filme, Diretor e Roteiro, "Casablanca" estreou há 70 anos. Uma comovente história de amor durante a II Guerra Mundial com uma das mais belas músicas - "As Time Goes By" - já compostas para um filme. (veja vídeo no final do texto)
Maria Luiza Rolim (www.expresso.pt)Wikipédia e Infopédia
Humphrey Bogart, protagonista de "Casablanca", com a sua mulher, Lauren Bacall Getty Images Humphrey Bogart, protagonista de "Casablanca", com a sua mulher, Lauren Bacall

Com Humphrey Bogart (no papel de Rick Blaine) - eleito pelo American Film Institute como a maior estrela masculina do cinema norte-americano de todos os tempos -, Ingrid Bergman (Ilsa Lund Laszlo) e Paul Henreid (Victor Laszlo) como protagonistas, "Casablanca" estreou em 1942. O filme realizado por Michael Curtiz  conquistou o público e a crítica numa escala ímpar na história do cinema. 

Uma belíssima fotografia (Arthur Edeson), um argumento de peso baseado na peça teatral de Murray Burnett e Joan Alison (adaptado por Julius e Philip Epstein), aliadas ao naipe de atores, valeram ao filme o apreço do público e da crítica.

É considerado por muitos como um dos melhores filmes de todos os tempos.

"Play it, Sam"


Algumas das mais inesquecíveis cenas do filme passa-se no "Rick's Cafe". É no bar de Rick Blaine em Casablanca, cidade no Marrocos governado pela França - ponto de encontro para quem desejava fugir dos nazis -, que aparece, a certa altura, Ilsa Lund Laszlo, acompanhada pelo seu marido, o ativista Victor Laszlo.

O reencontro de Ilsa com Rick "provoca recordações de um romance passado, que se desfez no próprio dia em que Paris caiu. O tema político e o tema amoroso aparecem, assim, interligados. Com o desenrolar da ação, assiste-se ao triunfo dos que lutam pela causa da liberdade: Ilsa e Laszlo escapam de Casablanca, graças ao altruísmo de Rick, revelado no seu idealismo e que se opusera já à escalada franquista em Espanha. O major alemão Strasser (Conrad Veidt) é morto, enquanto o chefe da polícia, o capitão Louis Renault (Claude Rains), que vinha representando a ambiguidade do posicionamento político da França, protege Rick e decide partir com ele, marcando o "início duma bela amizade".

"As Time Goes By", interpretada por Sam (Dooley Wilson), imortalizou o romance entre Rick e Ilsa. Quem não se lembra da célebre frase de Rick: "Play it, Sam"?

 






Comentários 1 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
Expresso é do Brasil?
Oscar de melhor ROTEIRO?
Bem, parece que o acordo ortográfico potencia a tradução automática para brasileiro. Perdão, para o português.
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub