23 de abril de 2014 às 12:07
Página Inicial  ⁄  Multimédia  ⁄  Expresso TV  ⁄  'Canivete suíço' da Marinha francesa está em Lisboa

'Canivete suíço' da Marinha francesa está em Lisboa

Conheça o 'Dixmude', porta-helicópteros, navio-hospital e de transporte de militares da Marinha francesa, que domingo sai de Lisboa rumo a França.
Carlos Abreu e André de Atayde (www.expresso.pt)


Os navios da Marinha de guerra francesa fazem todos os anos mais de 30 escalas nos portos portugueses, revela o embaixador de França em Portugal durante a visita ao 'Dixmude'. Pascal Teixeira da Silva disse ainda que 10% dos voos militares do seu país cruzam o espaço aéreo português.

O chefe da diplomacia gaulesa procura, desta forma, exemplificar a boas relações entre França e Portugal no âmbito da defesa, bem como importância geoestratégica do espaço aeromarítimo português para as forças armadas do seu país.

"Os espaços aéreo e marítimo do continente, mas sobretudo dos arquipélagos dos Açores e da Madeira, são um trunfo do ponto de vista estratégico e de segurança, mas também em matéria de recursos económicos. O mar é um novo horizonte para o qual Portugal está bem posicionado", diz.

A cooperação luso-francesa no domínio da defesa, assegura o embaixador, poderá passar pela realização conjunta de missões de combate ao tráfico de droga, de reforço das capacidade das forças de manutenção de paz em África, para além daquelas que já decorrem no âmbito da União Europeia (Operação Atalanta, de combate à pirataria na Somália) e da NATO.

Aproveitando a passagem do 'Dixmude', decorreu na terça-feira, dia 17, um exercício militar envolvendo fuzileiros portugueses desembarcados numa operação anfíbia e posteriormente transportados de helicóptero para bordo do navio francês.


Comentários 7 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
Navios em Lisboa
Primeiro o ex-Libris da "Armada Invencível" agora os Franceses ...
Tudo a caminho da Síria
'Canivete suíço' da Marinha francesa
É óbvio que tal embarcação foi construida em França.Só não percebo por que Portugal tendo uma extensão maritima tão grande, deixou de ter industria naval capaz competir, criando navios militares com imensos recursos, para beneficio da economia.Era dois coelhos abatidos de uma só cajadada.
Re: 'Canivete suíço' da Marinha francesa Ver comentário
Re: 'Canivete suíço' da Marinha francesa Ver comentário
Os gauleses
e o sonho de serem uma potência, arrebatada pelos bretões e, agora, pelo menino de calças curtas, o Colosso que está do outro lado do Atlântico, distribuindo tarefas para, em seu nome, colonizarem o Médio e o Extremo Oriente. A França não passa de um lugar-tenente no complexo mundo estratégico do Império. É este aquele que realmente manda e aufere os louros das conquistas. Rio Grande
Navio digno....
da quarta potencia militar no mundo!
que giro...
yuppiii! brinquedos para os meninos crescidos brincarem às guerras !!
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub