20 de abril de 2014 às 22:48
Página Inicial  ⁄  Atualidade / Arquivo   ⁄  Camarate: Mota Amaral defende que Parlamento "já fez o que tinha a fazer"

Camarate: Mota Amaral defende que Parlamento "já fez o que tinha a fazer"

Ex-presidente da Assembleia da República e deputado social democrata Mota Amaral defendeu hoje que se há elementos por investigar sobre o caso Camarate são da competência do Ministério Públic.
Lusa
«Não aconselharia que se fizesse uma nova comissão de inquérito», afirmou Mota Amaral Alberto Frias «Não aconselharia que se fizesse uma nova comissão de inquérito», afirmou Mota Amaral

O ex-presidente da Assembleia da República Mota Amaral defendeu hoje que se há elementos por investigar sobre o caso Camarate são da competência do Ministério Público e considerou que o Parlamento "já fez o que tinha a fazer".  

"Se me lembro bem, as conclusões e os elementos da comissão de inquérito que houve na legislatura em que fui presidente da Assembleia da República [2004], foram todos enviados ao Ministério Público", afirmou Mota Amaral, em declarações à Agência Lusa.  

Questionado sobre a possibilidade de ser criada uma nona comissão de inquérito ao caso Camarate, como defendeu segunda-feira Freitas do Amaral, apontou elementos ainda por investigar, Mota Amaral defendeu que "o Parlamento já fez o que tinha a fazer".  

"Da parte do Parlamento, com franqueza, já fez o que tinha a fazer. Não aconselharia que se fizesse uma nova comissão de inquérito", afirmou Mota Amaral, que presidiu à Assembleia da República entre 2002 e março de 2005. 

"Boas pistas" no livro de Freitas do Amaral


Questionado sobre os elementos que Freitas do Amaral identifica no seu livro "Camarate - um caso ainda em aberto", o Fundo de Defesa Militar do Ultramar e a venda de armas a países estrangeiros, o deputado social democrata considerou que "são boas pistas para o Ministério Público atacar".  

A oitava comissão de inquérito ao caso Camarate, que terminou em 2004, concluiu pela tese de atentado na investigação à queda do avião que vitimou em 1980 o então primeiro ministro Sá Carneiro e o ministro da Defesa Adelino Amaro da Costa.  

O relatório da comissão de inquérito foi enviado à Procuradoria Geral da República, que o remeteu, em junho de 2005, ao Ministério Público, mantendo no entanto o entendimento de que, apesar do "inegável interesse" dos elementos recolhidos, o caso já havia prescrito, o que inviabilizaria novo processo judicial. 


Comentários 7 Comentar
ordenar por:
mais votados ▼
Ainda existe ...
Ainda existe, felizmente, alguém com juízo no PSD e nos partidos de direita que convivem todos os anos com esta novela que corre o risco de se tornar em história de cobertura para uma cena de conto do vigário, caso não seja travada de uma vez por todas. Por isso, por não esperar, ainda bem que Mota Amaral apareceu e se pronunciou de forma sensata.
Quem lucra?
Aqueles que aproveitam todas as oportunidades para se manterem na ribalta e exercerem, sem qualquer pudor, a demagogia.

O que é que se poderá esclarecer com mais uma comissão de inquérito?

Quantas já foram feitas? Quanto custaram?

É claro que o Paulinho e agora, eventualmente, Passos Coelho, gostariam de mais uns tempos de antena além dos muitos que já têm dados pelos seus patrocinadores detentores dos órgão de comunicação social.
IMPECÁVEL
.. a declaração.

Clareza acima de tudo e não há "facturas" a pagar a ninguém.

Daqui a 500 anos ainda andam a querer esclarecer o que ficou há muito esclarecido, ou será que...

alguém vai lucrar com o assunto remexido ?
para os impolutos.........
a experiência diz-me que quando este "sr." fala algo de mal se passa.............o inquérito ao bpn, diz tudo!!!!!!!
a memória é um bem que se constrói e a inteligência idem..........o caso camarate tem algo de sinistro......não por ser um bom mote para uma teoria da conspiração, mas a época e o clima na altura assim o ditaram...........quando uma certa pessoa neste pais falecer.....alguma nevoa irá por fim desaparecer..........e oh mota pá.....vê lá se não te gamão mais documentos confidenciais enquanto vais dar a tua volta nocturna no parque eduardo sétimo......é que o pj que te safou....ja só esta na politica e na "literatura"..........povinho burro...abram as pestanas...........
Ya
e em 2030 ou 2035 reabrem a casa pia e o freeport...
Os Freitas
Este também é Amaral mas é mais inteligente. O Freitas mesmo depois de reformado ainda quer mama.
Portugal
Este país nunca mais progride enquanto não se efectuar uma mudança profunda de mentalidades e deixarmos de sermos "Bolorentos" e "Tacanhos"!
PUBLICIDADE
Expresso nas Redes
Pub