Anterior
Tuberculose recua pela primeira vez no mundo
Seguinte
EUA: Protestos deverão estender-se no tempo
Página Inicial   >  Atualidade / Arquivo   >   Brasil promove língua e cultura portuguesa no Médio Oriente

Brasil promove língua e cultura portuguesa no Médio Oriente

O governo brasileiro anunciou hoje o início das atividades, em Beirute, do Centro Cultural Brasil-Líbano, que visa a promoção do ensino da língua e cultura portuguesa nos países do Médio Oriente.

Lusa e Instituto da Cultura Árabe |
O Centro Cultural Brasil-Líbano ocupa um prédio de arquitetura tradicional libanesa do século XIX
O Centro Cultural Brasil-Líbano ocupa um prédio de arquitetura tradicional libanesa do século XIX / Icarabe

O Brasil está a promover o ensino da língua e a cultura portuguesa no Médio Oriente. O Centro Cultural Brasil-Líbano, inaugurado em finais de abril em Beirute, entrou hoje em funcionamento. A primeira turma do curso de português já conta  com 100 alunos matriculados.

A instituição é vinculada à embaixada brasileira no Líbano e é a primeira deste tipo aberta na região. A intenção, de acordo com o Ministério das Relações Exteriores do Brasil (Itamaraty), é torná-lo um centro de formação de professores e de elaboração de material didático para o ensino do português para estrangeiros no Médio Oriente.

O Centro Cultural Brasil-Líbano será responsável ainda por aplicar o exame de competências em língua portuguesa ( CELPE BRAS ). Além das aulas de idioma, a instituição oferecerá atividades relacionadas à cultura brasileira como aulas de dança, música e gastronomia.

Afinidades entre os dois países


De acordo com Roberto Medeiros, chefe do Setor Cultural da Embaixada do Brasil no Líbano, a criação do Centro Cultural Brasil-Líbano reforça o relacionamento entre os dois países, ajudando a difundir as duas culturas.

É também uma forma de reconhecimento da contribuição do povo libanês na formação da identidade social e cultural brasileira, com influências que vão da literatura até as artes e à gastronomia, já que a comunidade de origem libanesa constitui a principal matriz étnica árabe do Brasil.   

"O estabelecimento do Centro Cultural Brasil-Líbano, em Beirute, responde aos inúmeros pedidos dos libaneses e da comunidade de origem brasileira residentes no Líbano, que desejavam ter acesso direto à produção cultural brasileira. O estabelecimento de um centro cultural oficial do Brasil no Líbano permitirá, também, aumentar o raio de ação do ensino da língua portuguesa, que atualmente se faz por meio de um Leitorado na Universidade Saint-Joseph, em Beirute e no vale do Bekaa", afirmou Roberto Medeiros em declarações ao Instituto brasileiro da Cultura Árabe.

"Ao mesmo tempo, essa iniciativa assinala o desejo de reforçarmos nossa presença diplomática no Líbano, país com grandes afinidades com o Brasil e com reconhecida relevância política no Médio Oriente. Nos últimos anos, vimos incrementando essa presença por meio de ações de cooperação técnica, comerciais,  culturais e políticas, inclusive por meio do início da participação, em 2011, de "capacetes azuis" oriundos da Marinha brasileira na componente militar naval da UNIFIL, no Sul do Líbano", acrescentou o chefe do Setor Cultural da Embaixada do Brasil no Líbano. 

O Centro BrasiLíbano está a funcionar  bairro de Achrafieh, em Beirute, num prédio de arquitetura tradicional libanesa do século XIX, que foi arrendado pelo governo brasileiro.


Opinião


Multimédia

Cheesecake com manjericão e doce de tomate

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Voámos num F-16

Um piloto da Força Aérea voou com uma câmara GoPro do Expresso e temos imagens inéditas e exclusivas para lhe mostrar num trabalho multimédia.

Salada de salmão com sorvete de manga

Especialista em pratos de confeção acessível, com ingredientes ao alcance de qualquer pessoa, Tiger escolheu a gastronomia como forma de estar na vida. Veja, confecione, desfrute e impressione.

Por faróis nunca dantes navegados

São a salvaguarda dos navegantes, a luz que tranquiliza o mar. Há 48 faróis em Portugal continental e nas ilhas. Este é um acontecimento único: todos os faróis e 1830 km de costa disponíveis num mesmo trabalho. Para entendê-los e vê-los, basta navegar neste artigo.

Parecem casulos onde gente hiberna à espera de ver terra

No Porto de Manaus não há barcos, mas autocarros bíblicos que caminham sobre água. Têm vários andares e estão cheios de camas de rede que parecem casulos onde homens, mulheres e crianças aguardam o destino. E há gente a vender o que houver e tiver de ser junto ao Porto. "Como há Copa, tem por aí muito gringo que vem ter com 'nóis'. E então fica mais fácil vender"

O adeus de Lobo Antunes às aulas de medicina

O neurocirurgião deu terça-feira a sua "Última Lição" no auditório do Instituto de Medicina Molecular da Faculdade de Medicina da Universidade de Lisboa, na véspera de deixar o seu trabalho no serviço nacional de saúde.

Jaguar volta a fabricar desportivo dos anos 60

Até ao verão será fabricado um número limitado de desportivos Jaguar E-Type Lightweight, seguindo todas as especificações originais, incluindo a continuação do número de série das unidades produzidas em 1963.

"Naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas"

Mais do que uma manifestação, o 'primeiro' 1º de Maio é recordado como a grande festa da Revolução dos Cravos, quando o povo saiu às ruas em massa e a união das esquerdas era um sonho possível. "O 1º de Maio seria mais uma primeira coisa, porque naquela altura estavam continuamente a acontecer primeiras coisas." Foi há 40 anos.

Este trabalho não foi visado por qualquer comissão de censura

Aquilo que hoje é uma expressão anacrónica estava em relevo na primeira página do "República", a 25 de Abril de 1974: "Este jornal não foi visado por qualquer comissão de censura". Quarenta anos depois da Revolução, veja os jornais, ouça os sons e compreenda como decorreu o "dia inicial inteiro e limpo", como lhe chamou Sophia. O Expresso falou ainda com cinco gerações de 40 anos e percorreu a "geografia" das Ruas 25 de Abril de todo o país, falando com quem lá mora. Veja a reportagem multimédia.


Comentários 3 Comentar
ordenar por:
mais votados
Por certo e por amar profundamente o idioma
Português, do qual fui professor no ensino médio, é uma bela atitude das autoridades brasileiras. Espero que tal fato não dê o ensejo de, pelos descuidados, pensarem tratar-se de uma forma de imperialismo primitivo. Rio Grande
Brasil,grande nação...
...herdeira do que de melhor Portugal soube transmitir à Humanidade.

O papel que o Brasil desempenha no Mundo,e em especial no mundo árabe ,revela o espírito de abertura e ecumenismo que só uma nação madura é capaz de protagonizar.

O Brasil formado e fundado sobre por uma população multi-étnica e multi-cultural está em posição de se relacionar com todos os povos sem preconceitos e sem reservas.

Muitos dizem,com alguma razão,que os Portugueses "inventaram" o Brasil através de uma mestiçagem humana,a todos os níveis, incluindo indivíduos de diversas culturas, etnias e origens tudo unido pela língua portuguesa.

O Brasil ao apoiar a língua portuguesa no Médio Oriente,de certa forma,devolve o que recebeu com valor acrescentado...
       
OBRIGADO BRASIL POVO IRMÃO
Resido, no Brasil á cerca de 6 anos, País e gentes que eu admiro, mas sinceramente foi a melhor noticia, que poderia, ter recebido,de ver um ex-filho, representar, com muinta dignidade a Lingua Portuguesa, trabalho esse quer deveria ser feito por Portugal.
Brasil e Povo Brasileiro bem hajam, por mais esta ação, mais vai enriquecer a Lingua Lusíada, voces estão de parabens e bem hajam.
Felicidades para esta Nação querida e seu Povo, e um bom futuro, eu me sinto em casa.
Obrigado Gaverno Brasileiro
Comentários 3 Comentar

Últimas


Edição Diária 17.Abr.2014

Leia no seu telemóvel, tablet e computador
PUBLICIDADE

Pub