Siga-nos

Perfil

Expresso

Antes pelo contrário

Para uns já é Natal, outros aguentam

  • 333

Acabou a intervenção estatal e o BPI repôs os salários dos seus administradores cortes feitos por imposição do Estado. E devolveu tudo em retroativos. Em novembro de 2011, Fernando Ulrich, questionado sobre a necessidade de cortar nos salários dos seus trabalhadores, explicou que, perante a crise, a remuneração variável dos trabalhadores, que estavam a ser cortadas desde 2008, teriam mais um corte entre 10% a 15%. A remuneração perdida ao longo dos anos também será reposta? Com retroativos? Ou é Natal antecipado para uns e os outros aguentam?

Daniel Oliveira

Acabou a intervenção estatal no BPI e o mesmo banco que precisou dela repôs os salários dos administradores. Mas não se limitou a repor. Pagou os retroativos dos cortes que tinham sido feitos por imposição do Estado, feitos durante o empréstimo públicos. Ou seja, o que lhes foi cortado entre o segundo trimestre de 2012 e o primeiro semestre de 2014 foi agora pago.

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI