Siga-nos

Perfil

Expresso

Antes pelo contrário

O país desmorona e discutem-se décimas

  • 333

O problema não são as variações de décimas no desemprego. O problema é como as coisas ficarão quando estabilizarem. Se juntarmos o desemprego oficial com o desemprego não declarado, os novos emigrantes e o subemprego ficamos com 29% da população ativa. A quantidade de desempregados sem qualquer rendimento é uma bomba-relógio. A crescente precariedade e o emprego miseravelmente pago são um convite à partida dos melhores e uma condenação do País. O problema que vivemos parece ser demasiado grande para a pequenez do nosso debate político.

Daniel Oliveira

Recomeçou a guerra das décimas. De cada vez que o desemprego desce uma décimas o governo faz a festa. De cada vez que o desemprego sobe umas décimas espera-se que fique embaraçado. Foi o que aconteeceu agora, quando o o desemprego ultrapassou os 14%, depois de uma subida continuada durante três meses. Na realidade, bastou o governo gastar um pouco menos nos apoios a falsos estágios e outras formas de esconder os números para se sentir o efeito.

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI