Siga-nos

Perfil

Expresso

Antes pelo contrário

Netanyahu humilha quem o sustenta

  • 333

Netanyahu mostrou como se sente à vontade na casa de quem lhe garante o sustento: sem passar cavaco a Barack Obama, foi aos EUA para se dirigir ao Congresso, alimentando uma guerra institucional em terra alheia. O convite veio do republicano John Boehner e os democratas nem sequer foram consultados. Um quarto dos democratas deixou as cadeiras vazias. Não espanta o descaramento. Há muito que um país com mais de 300 milhões de cidadãos é refém de outro, com apenas oito milhões. Há muito que a direita bélica que tomou conta da política israelita vai determinando muitos dos disparates que os EUA fazem no Médio Oriente. Esta foi só a demonstração pública de que quem não se dá ao respeito não merece ser respeitado.

Daniel Oliveira

O apoio financeiro norte-americano a Israel corresponde a cerca de um terço de todo o orçamento para ajuda externa dos EUA. Isto apesar dea população israelita corresponder a pouco mais de 0,001% da população mundial e de ter um dos rendimentos per capita mais altos do mundo. É esta ajuda totalmente desproporcionada e o apoio incondicional que tem recebido dos EUA que lhe permite desafiar todos, não cumprir nenhuma regra internacional, ocupar territórios alheios, demolir casas fora do seu país para ali construir colonatos seus, impedir cidadãos palestinianos de se moverem no seu próprio território, fazer ataques punitivos onde morrem homens, mulheres e crianças sem um gesto de condenação internacional. Ter meios para, sendo um pequeno país, dominar toda a região.

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI