Siga-nos

Perfil

Expresso

Antes pelo contrário

Invejo Soares porque viveu

Soares está muito distante do arquétipo criado por Oliveira Salazar, com muitos políticos seguidores à esquerda e á direita. Desbocado, bon vivant, apreciador do pugilato político, Soares tem um estilo excêntrico para Portugal. Pela descolonização e pelo socialismo que pôs na gaveta, pelos governos de austeridade e pela oposição à austeridade, pelo pró-americanismo e pelo antiamericanismo, Soares foi amado e odiado à esquerda e à direita. Ainda há, em Portugal, muitos traumas por resolver. Soares, porque tem história, é protagonista de todos. Fez 90 anos e continua a lutar. Sempre sem luvas. Com razão e sem ela. Com excesso, como sempre. Diz que é difícil ter 90 anos. Imagino que sim. Mas estar realmente vivo deve tornar, apesar de tudo, a existência bem mais leve.Deixo para amanhã a ida de Ricardo Salgado à Comissão Parlamentar de Inquérito do BES.

Daniel Oliveira

Os ódios e amores a Soares são tão volúveis como foram as suas guinadas políticas. Mas quando saiu de Presidente da República, dando lugar a Jorge Sampaio, tinha o seu nome gravado na história. Com a certeza de que, tirando alguns comunistas mais teimosos e outros tantos saudosistas do colonialismo, ninguém o contestava como fundador da democracia. Pelo menos na comunicação social, Soares era consensual. Como se viu pelo seu coreano resultado nas eleições que o reconduziram no cargo, em 1990.

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI