Siga-nos

Perfil

Expresso

“Negócios da Semana”: se é do Estado, diz o que te apetecer

O papel lamentável que a comunicação social teve em toda a história do BES, levando muitas pessoas ao engano, e o comportamento da TVI em relação ao Banif parece não ter servido de lição para alguns jornalistas e comentadores. Todos somos livres de dizer todos os disparates. Mas quando está em causa a credibilidade de uma instituição financeira, devemos pensar algumas vezes antes de abrir a boca. Gomes Ferreira não se deve esquecer, no meio das suas campanhas, que o seu programa é visto como sendo de informação. Caiado Guerreiro tem todo o direito ao seu estilo de Trump das Avenidas Novas, mas é inconcebível acusar um banco de se preparar para enganar e roubar as pessoas, sem qualquer base factual e até mentido em relação à natureza da operação que está em causa. Bem sei que a CGD é do Estado e isso chega para que não a considerem merecedora do mesmo respeito que sempre dedicaram a outras instituições financeiras, mesmo quando tudo aconselhava para que delas desconfiassem. Mas há limites para a bebedeira populista

Era mais um programa da SIC Notícias, dirigido, como todas as semanas, por José Gomes Ferreira. Os convidados de “Negócios da Semana” eram Filipe Alves, diretor do “Jornal Económico”, Clemente Pedro Nunes, professor do IST, e Tiago Caiado Guerreiro, advogado televisivo que alguém conseguiu impingir como grande águia. O primeiro tema foi os 10 mil milhões para os offshores. O advogado especializado desdramatizou a utilização dos paraísos fiscais. E mostrou-se agastado por este assunto ter abafado a muito mais relevante novela da administração da Caixa Geral de Depósitos.

Sobre a CGD, Gomes Ferreira desenvolveu a tese de que tudo se tratou de uma cabala contra António Domingues, desenvolvida por quem queria continuar a viver na sombra do banco público. E tentou que os seus convidados o acompanhassem. O advogado lá apanhou a bola.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)

  • Negócios da Semana: a polémica das offshores

    Uma investigação SIC que durou vários meses revela documentos inéditos sobre o grau de conhecimento que o Banco de Portugal tinha sobre o que estava a acontecer no Grupo Espírito Santo muito antes da saída de Ricardo Salgado. Muito dinheiro passado por debaixo da mesa num país em que a esmagadora maioria vive com salários muito baixos e em impostos muito elevados. O país ficou a saber que houve 10 mil milhões de euros transferidos nos últimos anos de Portugal para zonas offshore, que nunca foram analisados pelo Fisco. José Gomes Ferreira convida para debate: Clemente Pedro Nunes, professor do Instituto Superior Técnico, João Duque, Economista e professor do ISEG,Filipe Alves, diretor do Jornal Económico e o fiscalista Tiago Caiado Guerreiro. Programa emitido a 1 de março de 2017.