Siga-nos

Perfil

Expresso

Político até ao último suspiro

Em Portugal ninguém quer o poder. Todos fazem o enorme frete de o receber. Sempre com enorme sacrifício pessoal para si próprio e para as suas famílias, porque a Pátria os chama e eles relutantes, mas providenciais, lhe respondem. E a partir de um determinado estatuto, que pode ser muito pouco acima da insignificância, todos esperam vagas de fundo e exigem ser levados ao poder num andor. Mas Soares, que nunca se fez de difícil. Lutou pelos lugares e, depois de conquistar o topo da política portuguesa, não achou que o seu tempo tinha passado. Porque não fugia das leis da vida, buscando na política a eternidade. Soares tirava da política o mesmo que tirava da vida: prazer. Até ao último suspiro. Com todas as divergências, vinte vezes isto a um mártir ou a um sonso. Só pode preocupar-se em defender o nosso direito a procurar a felicidade quem leva alguma desta vida

Em Portugal ninguém quer o poder. Todos, de Cavaco Silva a Passos Coelho, fazem o enorme frete de o receber. Sempre com enorme sacrifício pessoal para si próprio e para as suas famílias, porque a Pátria os chama e eles relutantes, mas providenciais, lhe respondem. E a partir de um determinado estatuto, que pode ser muito pouco acima da insignificância, todos esperam vagas de fundo e exigem ser levados ao poder num andor.

Mário Soares nunca disse que fazia sacrifícios pela política. Tirou dela o prazer de todos os combates. Soares nunca se preocupou com a preservação do seu estatuto nem trabalhou para o lugar que queria ter na história. Talvez porque uma e outra coisa estivessem garantidas. A segurança que tinha do seu lugar na história portuguesa permitia-lhe um desprendimento de concentrar-se na vontade de agir em vez de se dedicar a esculpir a sua própria estátua em vida.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)