Siga-nos

Perfil

Expresso

Os maus caminhos em Lisboa

  • 333

Para ter uma vitória que abale a “geringonça”, o PSD terá de apostar tudo por tudo em Lisboa, única câmara politicamente mais relevante que pode vencer. Só aí pode conquistar uma vitória eleitoral. E se o conseguir António Costa estará em maus lençóis. Todos os sinais públicos dados pelo PS e pelo Bloco são a de que a esquerda pretende ir separada às autárquicas de Lisboa sem sequer tentar chegar a um programa político comum. Esta indisponibilidade pode resultar de uma falsa sensação de autossuficiência. Mas o Bloco tem uma longa tradição de derrotas em Lisboa, teimando em renovar, com uma regularidade milimétrica, uma arrogância totalmente injustificada. E o PS, que contava com uma forte confiança dos lisboetas no anterior presidente, depende de uma quase total indiferença perante o atual. Talvez seja necessário o PCP pôr-se no terreno e acrescentar algum pragmatismo a esta conversa mal encaminhada. E aos eleitores de esquerda repetirem a pressão que tiveram de fazer em outubro. Não é só Lisboa que está em causa

Fernando Medina fez um apelo público a um entendimento à esquerda para uma candidatura comum à Câmara Municipal de Lisboa. Quando um político faz apelos públicos à unidade sem ter antes negociado essa mesma unidade percebemos que as coisas estão mal encaminhadas. Ou já levou uma tampa ou a quer levar. Acredito que não é o caso e por isso espera-se um pouco mais de profissionalismo na condução deste processo.

O apelo do líder da Federação de Lisboa, Marcos Perestrello, não podia ser mais desastrado: “é natural e desejável que o PCP e o BE venham a apoiar o candidato do PS”. Será desejável mas não é natural. E, para o apoiarem, o candidato não seria do PS mas de uma coligação. A arrogante frase do secretário de Estado parece mais um convite ao não apoio do que um contributo para que as coisas corram bem.

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI
(acesso gratuito: basta usar o código que está na capa da revista E do Expresso. pode usar a app do Expresso - iOS e android - para fotografar o código e o acesso será logo concedido)