Siga-nos

Perfil

Expresso

Isto não é com a Grécia. É com todos os democratas

  • 333

O que acontecer esta semana com a Grécia determinará  a vitória definitiva de um novo projeto europeu. Ele insinua-se desde Maastricht. Tornou-se mais real com o euro. Ganhou força institucional com o Tratado de Lisboa. Mas é agora, na frieza da prática política, que se torna clara a sua natureza. Basta manter um país como eterno devedor das instituições europeias, recusar qualquer solução que o possa retirar dessa situação de dependência e fazê-lo viver sob chantagem eterna e sem qualquer possibilidade de fazer qualquer escolha política. Nem sequer a possibilidade de escolher quem os governa. Isto não é um ataque à Grécia. Isto é o fim de uma União de Estados democráticos. Isto é um ataque a todos os europeus que acreditam na democracia.

Aquilo a que assistimos nos últimos meses foi um simulacro de negociação. E isso só se tornou realmente evidente quando tudo falhou, mesmo depois da Grécia ceder em quase tudo e aceitar um acordo que continuava a austeridade. Aceitava continuar com as mesmas políticas que reduziram os salários em 37%, as pensões em 48%, os funcionários públicos em 30% e o PIB em 27%, fazendo o desemprego crescer para cima dos 25% e a dívida pública para os 177% do PIB.

 

Para continuar a ler o artigo, clique AQUI