Siga-nos

Perfil

Expresso

TAP: depressa e mal, há muitos quem

  • 333

Estava escrito que o negócio da venda da TAP acabaria mal. O que a venda de 61% da TAP ao consórcio Gateway, de David Neeleman e Humberto Pedrosa, renderá ao Estado, até ver, não paga quatro Airbus A350. E esta venda diz respeito a todo o grupo. O que, é bom recordar, inclui a Manutenção e Engenharia, no Brasil, que tem a compra a ser investigada. Uma investigação que se espera que venha a ter melhor fim que a dos submarinos, de tal forma a negociata foi um buraco. Um buraco que explica, aliás, a situação difícil da companhia aérea. Fosse o negócio a que realmente se dedica e tudo estaria muito melhor.


Para continuar a ler o artigo, clique AQUI