Siga-nos

Perfil

Expresso

  • Antes pelo contrário

    Daniel Oliveira

    A melhor forma de o PS prestar homenagem a Arnaut não é enfiar o seu retrato na sede do Rato, é pegar no testamento que ele deixou e fazer dele uma proposta política. E pegar no seu exemplo de entrega ao serviço púbico sem promiscuidade com interesses privados e fazer dele prática política quotidiana

  • Antes pelo contrário

    Daniel Oliveira

    Quem nega o Holocausto não se limita a negar uma verdade histórica. Tenta reescrevê-la com o objetivo de tornar mais fácil o regresso dos criminosos do passado. Mas criminalizar a negação de da história alimenta a preguiça de quem tem o dever de fixar a memória. A prisão de uma negacionista de 89 anos não faz nada pela memória das vítimas do Holocausto e faz tudo pela vitimização dos seus defensores

  • Antes pelo contrário

    Daniel Oliveira

    João Miguel Tavares diz, no seu texto, que eu não sou um idiota. Agradeço a distinção. Infelizmente, não a posso retribuir. Mas posso desejar-lhe que o caso Sócrates e suas derivações durem por muitos anos. Para que nunca seja obrigado a partilhar connosco alguma ideia política

  • Antes pelo contrário

    Daniel Oliveira

    É tão fácil acreditar na coincidência desta overdose noticiosa, no mesmo mês, envolvendo governantes do PS como na história de que o dinheiro que Carlos Santos Silva dava a Sócrates era apenas a demonstração de uma enorme amizade

  • Antes pelo contrário

    Daniel Oliveira

    Israel morreu. Foram os seus muros, os seus guetos e as suas purgas que o mataram. Era a esperança da humanidade. É a tragédia que nos lembra que a impunidade cria o monstro. É uma das maiores decepções da humanidade

  • Antes pelo contrário

    Daniel Oliveira

    Respeitar a presunção de inocência não faz de cada cidadão um virginal idiota. Criticar julgamentos judiciais feitos através de tabloides não impede que se preste atenção ao que o próprio reconheceu em várias entrevistas. A tese de Sócrates é que isto é um julgamento político. Faltaria o motivo

  • Antes pelo contrário

    Daniel Oliveira

    Há anos que espero por esta exigência. Mas sei porque se sente tão à vontade para atirar pedras sem critério quem tem tantos telhados de vidro: contam com a total ausência de pluralismo na comunicação social. Sabem que estão a salvo de um escrutínio verdadeiramente consequente