Siga-nos

Perfil

Expresso

A forma como o peixe vê o mundo

  • 333

Quando olhamos para dentro de um lago vemos tudo deformado - alguma vez pensou como é que o peixe o vê a si?... O peixe vê o mundo através de uma janela!

No episódio desta semana falamos sobre fibra ótica. Para isso explicamos o que é a refração e reflexão interna total. O que tem tudo a ver com a janela de Snell - a janela pela qual os peixes vêem o mundo.

Quando um peixe olha para cima, para fora de água, a linha do olhar dele pode ir em várias direções, como se pode ver no esquema abaixo.

Dentro de um certo ângulo - que corresponde a um ângulo onde a luz é refratada - o peixe vê o que está fora de água. Se o peixe tivesse um laser e o apontasse nessa direção, a maior parte da luz do raio sairia para fora da água. Se a luz vier em sentido contrário segue exatamente o mesmo trajeto. Dentro destes ângulos o peixe vê tudo o que seria possível ver com a cabeça fora de água, embora veja tudo deformado – tão mais deformado quanto mais na direção da linha de água estiverem os objetos. Estas direções onde o peixe consegue ver o que se passa fora de água formam um cone por onde o peixe vê tudo o que está fora do lago, o que dá origem à chamada janela de Snell que pode ser vista nesta foto.

By U.S. Navy photo by Mass Communication Specialist 1st Class Jayme Pastoric

Fora desse ângulo, a luz é totalmente refletida pela superfície da água. Fora da janela de Snell, todos os raios de luz são totalmente refletidos para dentro da água. Nessa zona, quando a profundidade da água é muito grande, o peixe vê tudo escuro - é o caso da imagem anterior. Se a profundidade da água não for muita e o fundo estiver suficientemente iluminado, o peixe vê o reflexo do fundo do lago ou do mar,

Curioso..., o mundo de um peixe...

O programa Isto é matemática tem o apoio da Fundação Vodafone Portugal. Se perdeu algum dos episódios das nossas primeiras temporadas, ou simplesmente para recordar, espreite e subscreva os nossos canais Youtube e Facebook.