Siga-nos

Perfil

Expresso

Como não ganhar pouco no Euromilhões

  • 333

Dizer-lhe qual a chave que vai sair na próxima semana, a matemática não pode. Ainda assim, pode ajudar a escolher uma chave que - caso seja a vencedora - não ganhe pouco!

Se não quer desperdiçar dinheiro quando joga no Euromilhões, veja o episódio desta semana.

De facto, coisas estranhas acontecem. A 6 de setembro de 2009, na Bulgária, saíram os números 4, 15, 23, 24, 35 e 42 num jogo do tipo Totoloto. Acontece que estes eram exatamente os números tinham saído na semana anterior! A surpresa foi tanta que foi ordenado um inquérito ao sucedido. A conclusão foi que não havia nada de errado com as bolas. Por não haver nada de errado é que podia sair qualquer chave, inclusivamente a mesma da semana anterior. Não podia ter havido uma fraude, a extração tinha sido gravada e transmitida em direto e a ordem de saída das bolas foi diferente.

Curiosamente, na primeira semana em que a chave saiu, ninguém tinha apostado nela, na segunda vez havia 18 apostas vencedoras e o prémio foi dividido pelos 18 apostadores. Isto mostra que, todas as semanas, há um número considerável de pessoas a colocar a chave da semana anterior. O que nos leva a mais uma dica: embora possa sair a chave da semana anterior, não é uma boa aposta jogar nela.

Na verdade, basta uma chave aparecer publicada algures e vai haver várias pessoas a apostar nela. Um caso típico são as chaves que por vezes aparecem nas instruções de preenchimento do boletim, por exemplo nas costas do próprio boletim. Segundo consta, todas as semanas há milhares de apostadores a jogar nestas chaves.

Se eu lançar um dado, basta a nossa intuição natural para saber que a probabilidade de sair, por exemplo, um 4 é de um em cada seis lançamentos. O problema com o Euromilhões, ou outro tipo de jogos do género, é que a nossa intuição natural é fraca para eles. Por um lado, a probabilidade de ganhar é um valor tão pequeno, tão pequeno, que foge completamente à nossa intuição. Por outro lado, o valor do prémio é tão grande, tão grande, que é totalmente incomparável com os valores do dia a dia. É por isso que, neste caso, a emoção se sobrepõe à razão. Se a matemática que aprendemos na escola nos ajudar a olhar para este tipo de fenómenos de uma forma mais racional, já valeu a pena. Se não ajudar, talvez seja melhor repensar a forma como estamos a ensiná-la!

Não há nada de errado em jogar no Euromilhões. Na verdade, o que compramos com os dois euros de uma aposta é a esperança de ganhar - compramos um sentimento. Somos mais felizes se sentirmos que há uma pequena possibilidade de ganhar na semana seguinte e sermos o próximo excêntrico. Ainda assim, quando jogamos é bom saber o que está em jogo!

O programa Isto é matemática tem o apoio da Fundação Vodafone Portugal. Se perdeu algum dos episódios das nossas primeiras temporadas, ou simplesmente para recordar, espreite e subscreva os nossos canais Youtube e Facebook