Siga-nos

Perfil

Expresso

Fictiongram

só amor

Está tudo sossegado. A casa ainda dorme. A luz entra envergonhada pela janela e os bonecos na árvore acordam. Os miúdos não tardarão. Este ano, há uma prenda para cada um. Ninguém protestou, ninguém se admirou. O pai fez todas as prendas, são caseiras. A mãe andou meses a fazer golas de lã para as cunhadas. Os miúdos fizeram desenhos e, não tarda, o mundo irá perceber que os embrulhos só têm amor.