Siga-nos

Perfil

Expresso

Se eu te ouvir és interessante

  • 333

Tínhamos ficado onde? Não, tínhamos ficado na utilização indevida da negação para início de frases que não correspondem a uma pergunta concreta do interlocutor. Vocês estão a ver a ideia. O Paulo murmurou o tal

“Não, quer dizer, sim... ”

e, depois, teve uma iluminação. Era melhor interessar-se pelo escritor, fazê-lo sentir-se importante.

“Não me quer contar o problema das cartas?”

“As cartas? Como sabe das cartas?”

“Toda a gente sabe.”

“Toda a gente? Não, não.”

“Conte-me tudo.

(Fictiongram é uma ficção iniciada no Expresso Diário no dia 1 de Julho de 2015)