Siga-nos

Perfil

Expresso

E o encontro acontece

  • 333

O táxi parou junto à casa dos pais e Carmen teve uma hesitação. Pagou e agradeceu, sentindo que o taxista contabilizava os seus gestos, que o homem veria com desagrado a sua forma de suspirar. Fechou a porta do táxi e encarou a casa. Viu o pai à porta, esperava-a. Não. Uma mulher passou por perto, roçou-lhe o ombro, abriu a porta do jardim e disse: “Olá Carlos.”

O pai quase que sorriu, Carmen pareceu-lhe ver um sorriso.