Siga-nos

Perfil

Expresso

Quando a memória já não é a mesma

  • 333

Carmen não se queria encontrar com Jaime, não podia sequer imaginar o que seria esse estar frente a frente depois de tudo. Ainda lhe doía o “Nem na cama és boa”

Ou teria sido de outra forma? O tempo mostrava-lhe que, apesar da dor, o coração tinha recuperado e a memória recusava-se a devolver exactidões. Jaime sugeriu o encontro. Ela respondeu:

“Não, Jaime, não faz sentido, depois de tudo não podemos ser amigos e, repara, é uma situação criada por ti.”

“Não me portei bem, eu sei.”

“Pois sabes, não és parvo. Compreendo que estejas em baixo, mas eu não sou um confessionário ambulante. Fala com o teu irmão.”

“Não posso falar com o Paulo.”