Siga-nos

Perfil

Expresso

A prisioneira

  • 333

A borboleta está ali a fingir que decora a mesa com estilo. É uma peça com algum requinte. O homem encara aquela prisão de vidro - as asas desenhadas de perfeição máxima - e imagina que a borboleta seja feliz. Feliz com a vida dele, testemunha da sua história. Acaricia a peça de vidro, a casa da borboleta, agradece-lhe a companhia, e volta ao trabalho.