Siga-nos

Perfil

Expresso

Gazeta das Caldas

Socialistas reclamam solução para família que vive num contentor no Landal (Caldas da Rainha)

Os vereadores do PS das Caldas denunciam a "situação gravíssima" de uma família do Landal que reside num contentor em avançado estado de degradação.

Gazeta das Caldas - Fátima Ferreira

Este "caso humano de grande delicadeza social", como é caracterizado, resulta de um incêndio na residência da família - composta por três pessoas - que levou a que as autoridades autárquicas lhes concedesse um "exíguo contentor de carga onde esta família ficaria provisoriamente instalada, até se encontrar uma solução".

Contudo, passaram já quatro anos e são "numerosas" as marcas de infiltrações de água que tornam a vida neste espaço "absolutamente insuportável e com perigo óbvio para os seus utilizadores, nomeadamente em matéria de riscos de electrocussão e de contenção higiénica de resíduos orgânicos". Os vereadores socialistas referem ainda que a mãe de família apresenta um estado de saúde de grande debilidade, sofrendo de um padecimento renal e diabetes que diminuem visivelmente a sua disponibilidade física.

Uma visita ao local revela que esta família "vive hoje num estado de indigência e abjecção que não é humanitário aceitar", considerando "intolerável a falta de cumprimento do compromisso assumido pela autarquia".

Os socialistas recordam que a família em questão lhes disse que, no rescaldo do incêndio, "ficou prometida a resolução do seu problema, nomeadamente através da entrega graciosa de materiais de construção que permitissem a reconstrução da residência, facto que gerou no munícipe a expectativa natural de reconstruir e recuperar o seu domicílio". Reivindicam a imediata remoção ou substituição do contentor, bem como alternativas de residência, ou fornecimento de materiais de construção que foram afiançados para se erguer uma nova casa.

Dizem ainda que não basta inquirir a família sobre a forma de solucionar o problema, mas também activar ou reactivar os mecanismos de emergência social.

Gazeta das Caldas fez perguntas à Câmara das Caldas sobre esta situação, mas não obteve uma resposta até ao fecho da edição.