Siga-nos

Perfil

Expresso

Gazeta das Caldas

Mercado Medieval de Óbidos este ano só de quinta a domingo

"Artes e Ofícios" dá tema à edição do Mercado Medieval de Óbidos, que irá decorrer de 1 a 18 de Julho, mas este ano com a particularidade de apenas estar aberto de quinta-feira a domingo. 

Gazeta das Caldas /Fátima Ferreira

José Parreira, administrador da empresa municipal Óbidos Patrimonium, justifica esta alteração do modelo com o facto da "esmagadora maioria" dos visitantes se concentrarem nestes dias da semana e, desta forma, conseguirem também aumentar a quantidade e qualidade da animação.

Estarão a participar grupos oriundos de Itália, França, Espanha e Portugal e será feita também uma aposta nos grupos locais. A organização está, inclusivamente, a ajudar a formar o Teatro Experimental de Óbidos (TEO) que vai estrear, durante o mercado, uma peça infantil de um autor inglês sobre bobos. Este ano o evento terá também mais um dia de duração, num total de 12 dias.

A organização quer também aumentar o número de pessoas trajadas no evento, pelo que este ano existirá uma maior diversidade de fatos, confeccionados pelos utentes do programa Melhor Idade e de uma outra associação local.

Será feita uma aposta forte nas ceias medievais, que terão lugar no palco dos espectáculos que, pela primeira vez, terão um programa pré-definido. Todas as quintas-feiras, por exemplo, haverá um assalto ao castelo.

O modelo desta edição foi aceite pelas colectividades, que terão a sua maior participação de sempre (entre 16 a 18). Haverá também um núumero maior de vendedores. A organização recebeu centena e meia de inscrições e está agora a seleccionar os participantes que se irão distribuir pela cerca do castelo. A entrada irá continuar a fazer-se pela Porta da Talhada e haverá uma zona de mouraria e uma outra medieval.

"Interessa-nos ter um evento em que as pessoas saiam satisfeitas", disse José Parreira, destacando que também a cenografia não foi descurada. O responsável destaca ainda que o novo modelo satisfaz as várias vertentes, dando, como exemplo, a restauração, que pode beneficiar da afluência de visitantes durante os dias em que o evento não está a funcionar.

O bilhete para o Mercado Medieval custa sete euros para maiores de 10 anos, assim como os trajes de época, que dão acesso livre ao evento.

Workshops ajudam participantes a obter mais rigor

De modo a preparar os participantes para este evento, a autarquia está a organizar workshops relativamente à temática. O primeiro, subordinado ao tema "Trajes e Indumentárias", teve como oradores Sara Seydak, representante das Guildas Aureas (associação que se dedica à recriação de artes e ofícios medievais) e Filipe Pessanha, licenciado em História e antigo colaborador da Câmara de Óbidos, que deram a conhecer os trajes, tecidos, cortes e moldes característicos do período medieval.

Nesta sessão, que se realizou a 18 de Abril e contou com a presença de 70 pessoas, examinou-se ao pormenor o traje utilizado pela nobreza e as indumentárias mais humildes, utilizadas pela classe mais baixa, o povo.

No próximo dia 2 Maio, entre as 10h00 e as 17h00, terá lugar no Restaurante Escola, em Óbidos, um workshop de "Cozinha Medieval". Após um breve enquadramento histórico os participantes são convidados a confeccionar a sua refeição com base nos princípios da cozinha medieval.

As inscrições estão abertas e poderão ser efectuadas através do e-mail mercadomedieval@cm-obidos.pt