Siga-nos

Perfil

Expresso

Gazeta das Caldas

Isabel Graça Baptista é presença habitual no Caldas Late Night Nas Caldas da Rainha

Gazeta das Caldas vai acompanhar no período que antecede o Caldas Late Night os autores que vão participar no evento que este ano decorrerá nos dias 27 e 28 de Maio. Uma delas será a caldense Isabel Graça Baptista  que vive no Alto das Gaeiras.

Gazeta das Caldas / Natacha Narciso

Esta autora que é caracterizadora - e que também se dedica às áreas das Artes Plásticas e ao Yoga - há muito que participa nesta iniciativa. "Já participei em seis edições, duas delas com performance e as restantes com instalações", disse que, em 2008, apresentou uma actuação de body painting na Expoeste que a própria realizou no seu corpo.

Apesar de não ter formação académica tradicional, Isabel Graça Baptista possui vários cursos de formação das áreas em que trabalha e diz que "sinto muitas afinidades com as expressões que se manifestam na ESAD".

Este ano vai participar com uma instalação que deverá designar-se "Artista Invivível" e que será da autoria do colectivo Semente Estelar (que integra Isabel  Baptista e Romeu Fialho).

Da obra farão parte pegadas e ainda "som de passos estrondosos por alguns momentos, que vão desaparecendo pois vai diminuindo de tamanho (ou de importância) até desaparecer por completo e entrar num lugar abandonado para se recolher e reencontrar a si mesmo", explica a sinopse da instalação. O trabalho vai estar em exposição, se possível, "num lugar sem grande sobrecarga visual", disse a autora.

Para Isabel Graça Baptista, o CLN é "um óptimo evento pois foge aos circuitos habituais das mostras de arte" e que, em simultâneo, tem a capacidade de "surpreende sempre pois tem sempre algo de insólito e de inesperado". A autora acrescentou ainda que o CLN "é também um evento inspirador que já despoletou iniciativas congéneres noutras localidades".

 

CLN- Do interior das casas para as ruas da cidade

O evento artístico Caldas Late Night (CLN) vai realizar-se nas Caldas pelo 14º ano consecutivo. Trata-se de uma iniciativa que começou por iniciativa dos estudantes da ESAD e que implicava abrir as portas das casas onde residem para mostrar os seus trabalhos artísticos. Há muitos anos que transbordou para as ruas e espaços urbanos da cidade onde há várias iniciativas a decorrer em simultâneo durante os dias desta realização.

Hoje ainda se mantém o hábito de abrir as casas para apresentar exposições, performances, vídeos, num sem fim de propostas criativas mas com a chegada de novos cursos - com o Som e Imagem e Teatro - aumentaram as propostas artísticas.

O CLN é um evento democrático e aceita inscrições de quem não pertence à escola. Há autores da cidade e até de outras escolas que também fazem propostas e que são incluídas na programação deste evento.