Siga-nos

Perfil

Expresso

A Voz de Trás-os-Montes

Douro é o segundo destino na preferência dos portugueses

Além de ser a região que mais cresceu a nível turístico, o Norte, que em termos de organização envolve as Entidades Regionais do Norte, Porto e do Douro, está também no primeiro lugar das preferências dos portugueses. Desenvolver esforços para a promoção internacional, é agora o objectivo...

Maria Meireles

Segundo um estudo realizado pelo Turismo de Portugal, o Douro ocupa o segundo lugar no ranking dos destinos preferidos dos turistas portugueses, revelou, no dia 15, Melchior Moreira, presidente da Entidade Regional de Turismo do Porto e Norte, à margem de uma reunião de trabalho da Agência de Promoção Externa da região.

O estudo, que deverá ser apresentado publicamente "muito em breve", consistiu na realização, em 2009, de um inquérito de satisfação relativo aos destinos nacionais, explicou o mesmo responsável, revelando que a análise surgiu da necessidade de avaliar os resultados da reestruturação do sector do turismo que, há cerca de um ano, reduziu as estruturas ligadas à sua organização e gestão de 30 para 12.

"A resposta das preferências do turista nacional é clara, coloca o Porto e Norte de Portugal em primeiro lugar e o Douro em segundo", reforçou Melchior Moreira, revelando ainda outros resultados positivos das duas regiões, nomeadamente o facto destas terem sido as que mais cresceram no último ano. "Estamos num período económico difícil, por isso é importante avaliar comparativamente já o primeiro ano e o que verificámos é que fomos o único destino com uma taxa de crescimento de dois dígitos em termos nacionais, tivemos 17 por cento, o que significa mais 35 mil dormidas", explicou.

Na Páscoa, um estudo da Associação de Hotéis de Portugal, que fez um inquérito a 125 hotéis em Portugal, "também apresenta resultados claros" e volta a colocar os dois destinos à frente", com um crescimento de oito por cento no alojamento e quatro por cento em proveito, revelou.

Números que trazem um "sentido de orgulho", defendeu o Melchior Pereira, reconhecendo que o sucesso tem rostos, os impulsionadores das Entidades Regionais, que agora estão unidos na Agência de Promoção Externa do Porto e Norte de Portugal para a promoção das duas regiões a nível internacional.

Constituída pelas Entidades Regionais de Turismo do Douro e do Porto e Norte de Portugal, a região Norte pretende agora ganhar notoriedade no estrangeiro e por isso está já a desenvolver um conjunto de iniciativas conjuntas, entre as quais Melchior Moreira destacou a preparação de uma visita de 120 responsáveis por agências de Turismo brasileiras e a criação de lojas de informação, não só no aeroporto Sá Carneiro, como também em Santiago de Compostela e na Região da Galiza.

António Martinho, presidente da Turismo do Douro, explicou que as reuniões de trabalho da Agência de Promoção Externa do Porto e Norte de Portugal, que estão a decorrer em colaboração com várias entidades, visam exactamente "discutir o trabalho que está a ser desenvolvido, e os seus resultados, e partilhar ansiedades, problemas e objectivos".

"No Norte temos um diamante que é o Douro, devemos lapidá-lo de maneira a que ajude a interagir com toda a região Norte, beneficiando todo o país", defendeu o mesmo responsável, chamando a atenção para a questão da Estrada Nacional 222, entre o Torrão e a Barragem de Bagaúste, que continua fechado, dois meses depois do deslizamento de terras, provocado pelo colapso de um muro de suporte. "As acessibilidades são de extrema importância para as dinâmicas integradas de desenvolvimento turístico do Norte", advertiu António Martinho.