Siga-nos

Perfil

Expresso

A vida de saltos altos

Saiba como lidar com uma sogra do pior (com vídeo)

A rivalidade entre sogra e nora é um problema que já vem de tempos remotos. Ciúmes e sensação de perda originam batalhas e cinismos do piorio. Mas calma, há formas de lidar com o problema. Saiba quais são.

Ana Areal (sapato nº37) (www. expresso.pt)

Por que é que, na maioria das vezes, a relação entre sogra e nora é  tão difícil?

É simples: a maioria das sogras têm um medo terrível de perder o seu filho querido para outra mulher.

O facto de deixarem de ter aquela atenção do filho (por pequena que fosse), ou já não serem consultadas para responder a perguntas como "Que camisa fica melhor aqui?",  provoca desde logo uma sensação terrível de perda e de ciúmes para com a próxima eleita: a nora (que passa rapidamente a vítima da ira da mãe do rapaz).

O problema começa na maioria das vezes logo no primeiro encontro. Há um preconceito de ambas as partes.

De um lado, a palavra sogra intimida mais do que a própria mulher em si. Do outro lado, saber que se vai conhecer a mulher que nos vai "substituir" chega a ser desesperante.

O certo é que há formas de lidar ou ultrupassar este problema tão comum, podendo reduzir as tensões e as hostilidades existentes com alguma boa vontade de ambas as partes.

 

Para a sogra

O seu filho finalmente decidiu apresentar-lhe a namorada ou quem sabe, a futura mulher.

Deve respeitar a decisão dele, até porque já não é uma criança. Ele, tal como toda a gente, tem o direito de tentar construir o seu futuro. O que deve fazer é simples: jamais interferir nos problemas que ele possa vir a ter com a mulher, já que todos os casais os têm. Por isso, não seja mais uma carga adicional de stress na vida do seu filho.

Tome nota:

1. Viva a sua própria vida, para que o seu filho já adulto não seja a sua única razão de viver;

2. Lembre-se: sempre que critica a sua nora, você está a magoar também o seu filho;

3. Nunca dê a sua opinião sem lhe pedirem;

4. Deixe o seu filho ter a possibilidade de errar também, pois é com os erros que se aprende;

5. Procure ajudar a sua nora no seu novo papel de mulher casada. Lembre-se que não a ajuda com críticas, mas com o reconhecimento essencial e com bons exemplos;

6. Mesmo que você saiba mais do que ela no que toca a cuidar da casa e de um marido, dê-lhe o tempo que ela precisar para a adaptação;

7. Nunca entre em casa deles sem ser convidada e principalmente com ar de quem tem o direito a entrar sempre que quiser. A casa é dos dois e não apenas do seu filho;

8. Se não gosta da forma como a sua nora se arranja, seja tolerante e tenha presente que é o seu filho que tem de gostar e não você;

9. Ofereça a sua ajuda. Faça-os sentir que podem contar consigo sempre que seja necessário;

10. Saiba dizer não sempre que se sinta usada. Pois o seu filho também não tem o direito de abusar de si.

Para a Nora

A sua sogra faz-lhe a vida negra. Ela acha que você não está à altura do filho dela. O que ela tem é ciúmes. Lembre-se que você lhe "roubou" o filho querido. Aprenda a contornar isso:

1. Respeite a mãe do seu marido. Tenha presente que foi ela que o criou e que fez dele grande parte do homem que você ama;

2. Seja sempre delicada a falar com a sua sogra, mesmo que sinta que há uma fronteira entre vocês;

3. Nunca ponha o seu marido contra a mãe;

4. Se sente que ela se intromete demasiado na vossa vida e na vida dos vossas filhos, tente dizer-lhe isso de uma forma simpática ou faça com que ela perceba isso indirectamente;

5. Nunca fale mal da sua sogra aos seus filhos;

6. Tenha paciência para ela. Muita paciência.

Para o filho e marido

1. Tente ser mediador entre as duas partes: mãe e mulher, afinal de contas você ama as duas e gostaria que elas se entendessem;

2. Se a sua mãe não gosta da sua mulher, faça-a a perceber que isso não vai mudar em nada o amor que você tem pela sua mulher;

3. Não deixe a sua mãe abusar da sua mulher e nem o contrário;

4. Resolva os problemas conjugais em casa com a sua mulher. Não queira preocupar a sua mãe à toa.

Felizes das que vivem a exeção, como eu

Contudo, e felizmente, há sogras e noras a darem-se lindamente. Eu, por exemplo, tenho a sorte de ter uma sogra maravilhosa e vejo nela uma segunda mãe.

Deixo-vos um trailer de um filme bem apropriado para recordar. "Uma sogra de fugir" (Monster-in-law) com a brilhante interpretação de Jane Fonda (sogra má), Jennifer Lopez (nora) e Michael Vartan (filho). Um filme com humor que retrata bem estes conflitos.

 

A Vida de Saltos Altos também está presente no Facebook. Na página desta popular rede social qualquer um pode ser amigo deste blogue. Clique para visitar.

A Vida de Saltos Altos é presença assídua no Twitter, onde estão todos os posts deste blogue. Junte-se às pessoas que aí nos seguem. Clique para visitar.