Siga-nos

Perfil

Expresso

A vida de saltos altos

Numa ilha deserta... sem depilação!

Ir parar a uma ilha deserta é um sonho que só poderia ser estragado com a eterna problemática da depilação. E por falar nisso: Onde páram os pêlos das beldades da série "Lost"?

Sofia Rijo (Sapato nº39) (www.expresso.pt)

Tal como um número apreciável de portugueses decidi, neste fim-de-semana prolongado de Páscoa, fazer-me à estrada rumo ao Algarve. Pode ser imaginação minha mas, de facto, a sul o tempo corre mais devagar, com a confusão, acumulado de stress, trabalho, fúria e cansaço que nesta época começa a tomar conta do meu espírito.

E, embora seja da opinião que as mulheres ao volante não são verdadeiramente o tal "perigo constante" confesso que na estrada são elas quem menos facilitam. Talvez por também não facilitarem no resto das situações quotidianas, não faço ideia. Só sei que preciso de férias, embora às vezes ache que quero tirar de férias de tudo! Mesmo das pessoas que me rodeiam. E não pensem os homens que, apenas por ser mulher, necessito de companhia. Nós (e eu muito em particular) gostamos bem de preservar a nossa "bolha" e zona de conforto.

Como seria se nesta imagem existissem pelos?

Como seria se nesta imagem existissem pelos?

Infelizmente, ainda não consigo fazer como na "Lei do Amor", de Laura Esquível, marcar um número de telefone e ser imediatamente teleportada para qualquer outra parte do Mundo. Se assim fosse, acho que, à semelhança da série "Lost" quereria ir parar a uma ilha deserta sem ser necessário experimentar um acidente aéreo ou ficar presa a meia dúzia de estranhos numa história mal-amanhada de teorias conspirativas e pseudo viagens no tempo.

Problemas de depilação na série "Lost"

Por mim, bastar-me-ia mesmo ir parar à referida ilha, com sol (muito!), água calma e cristalina e, caso este meu devaneio o permitisse, um bom protector solar já que os raios UVA dos trópicos são tudo menos meigos para a pele, e mulher que é mulher não brinca em serviço, procurando sempre aparentar ter entre 25 e 35 anos... pelo menos até que as irritantes rugas dos 60 se comecem a fazer notar por demais!

Sinceramente, e isto visto através dos olhos do "mulherio" , poderia trazer questões pertinentes a "Lost". Por exemplo:

- Se todas as mulheres da série passassem tanto tempo numa ilha deserta o único aspecto positivo que daí adviria era o facto de emagrecerem sem necessitarem recorrer a tratamentos nem ginásios.

- Fora isso, acham que seria possível andar meses a fio de camisolas de alças e micro-calções sem ser necessária depilação?!

Acho que os argumentistas da série se esquecerem deste "pequeno" pormenor. É que, ao fim de duas a três semanas actrizes como Evangeline Lilly, Elizabeth Mitchel, Michelle Rodriguez ou Yunjin Kim, apenas para citar algumas das inúmeras mulheres que entraram na série de seis longas temporadas, deviam andar já cheias de pêlos nas virilhas, buço e sobrancelhas, quanto às pernas... bem, já estariam uma completa desgraça!

Nada melhor, por isso, que a depilação permanente!... Hmmm, apercebi-me agora o porquê dos criadores do "Lost" nunca se terem preocupado com este problema feminino. De facto, depilaçãotradicional  é coisa que, cada vez mais, vai fazer parte do passado.