Siga-nos

Perfil

Expresso

A vida de saltos altos

E se fossem os homens a ficar em casa com os bebés?

  • 333

Projecto Swedish Dads, sobre homens que ficam em casa com os filhos

Há trabalhos fotográficos que nos dão que pensar e o de Johan Bavman, que tem corrido as redes sociais nas últimas semanas, é um deles. Chama-se "Swedish Dads" e é dedicado aos homens suecos que tiram licenças prolongadas para acompanhar o crescimento dos filhos nos meses de vida.

Todos estamos habituados a que seja a mulher a grande responsável pelo recém-nascido, mas o sistema sueco tem alterado as regras do jogo na tentativa de  melhorar a igualdade de género neste momento tão especial da vida, e despertar uma maior consciência entre os homens para a necessidade do acompanhamento paterno.

Dos generosos 480 dias de licença parental que o sistema sueco dá, 60 têm obrigatoriamente de ser tirados pelo progenitor senão perdem o direito a eles. A verdade é que nem todos estão dispostos a afastar-se da carreira ou a diminuir o seu rendimento mensal durante esse período, mas não foi o caso de Johan Bavman.

60 homens, 60 fotos

Quando estava em casa com o seu bebé a desfrutar dos 60 dias de licença a que tinha direito quis tentar perceber como outros homens encaravam aquele tempo de dedicação exclusiva aos filhos. "Depois de alguma pesquisa cheguei à conclusão que apenas 12% dos homens aproveitam este tempo", conta o fotógrafo. Bavman gostou tanto da sua experiência que decidiu fotografar 60 homens, por cada um dos 60 dias de licença, com o intuito de agitar as mentes dos 88% que ainda não o fazem.

"Não quero mostrar os pais como super heróis. Quero que me mostrem também o lado do cansaço e da saturação que existe quando se fica em casa com as crianças" explicou o fotografo à CNN. "É um trabalho a tempo inteiro muito difícil, que para os homens tem sido um dado adquirido. As mulheres é que o fazem há centenas de anos sem nunca terem sido reconhecidas pelo seu esforço."

Nestas fotos os pais revelam ao mundo as imagens do seu universo e rotina familiar, sem filtros. "Para muitos foi uma enorme descoberta de estreitamento de laços com os filhos, alguns decidiram inclusive desistir das suas carreiras depois da experiência", conta Bavman. Até agora já conseguiu que 35 pais participassem no ensaio fotográfico, que deverá resultar num livro e numa exposição.

Por agora deixo-vos o link do portfólio e algumas das minhas imagens preferidas. Num país onde os homens têm apenas 20 dias para acompanhar o seu recém-nascidos, isto dá ou não dá que pensar?

Johan Ekengård, 38 anos

Johan Ekengård, 38 anos

Martin Gagner, 35 anos

Martin Gagner, 35 anos

Göran Sevelin, 27 anos

Göran Sevelin, 27 anos

Andreas Bergström, 39 anos

Andreas Bergström, 39 anos

Ola Larsson, 41 anos

Ola Larsson, 41 anos

A Vida de Saltos Altos também está presente no Facebook. Na página desta popular rede social qualquer um pode ser fã deste blogue. Clique para visitar.